Menu
Busca quarta, 20 de março de 2019
(67) 9860-3221

PF vai até fazenda invadida e índios negam ter matado animais

24 dezembro 2003 - 11h27

Os cerca de mil índios que invadiram a fazenda Agrolak, na cidade de Iguatemi, a 464 quilômetros de Campo Grande, na última segunda-feira, decidiram continuar com o protesto. A informação é do chefe de patrimônio indígena e meio ambiente da Funai de Amambaí, Cleomar Vaz Machado.Segundo Machado, o administrador da Funai e a Polícia Federal estiveram no local nesta terça-feira para verificar as afirmações do proprietário da fazenda, Pedro Fernandes de Souza, de que os índios estavam armados e abatendo animais da propriedade, bem como fazendo funcionários do local de reféns.“Os índios disseram que não houve nenhum animal abatido e que não agrediram funcionários ou mantiveram pessoas de refém”, afirmou Machado. Eles apenas alegam que querem a terra, disse o representante da Funai.O advogado Osmar Silva, que representa o proprietário da fazenda, Pedro Fernandes Souza, disse que foi registrado um boletim de ocorrência na Polícia Civil de Mundo Novo. De acordo com o representante da Funai, a polícia não deverá intervir na ocupação da fazenda pelos índios. O advogado informou que a pedido de reintegração de posse da fazenda será protocolado nesta quarta-feira na Justiça Federal de Campo Grande. Silva informou ainda que os 10 funcionários saíram da fazenda por questão de segurança. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ABIGEATO
Idosa procura polícia após ter 15 porcos furtados de chácara
EDUCAÇÃO
Inep cria comissão para decidir itens que farão parte do Enem
CONCURSO
Prefeitura abre inscrições para Procurador com salário de R$ 10 mil
JUSTIÇA
Após criar drone, estudante de MS é selecionado para evento no Japão
COSTA RICA
Quatro são presos com 84 quilos de cocaína em rodovia BR-359
BRASÍLIA
Secretário de MS participa de reunião com representantes da Senad
CASSILÂNDIA
Mãe flagra peão estuprando filha e PM usa bala de borracha para deter
FUTEBOL
TJD pune Aquidauanense e Sete pega o Costa Rica nas quartas
TECNOLOGIA
UEMS de Dourados oferta curso de Informática Básica à comunidade
10 ANOS
Reforma da Previdência dos militares prevê economia de R$ 10,45 bi

Mais Lidas

PREJUÍZO
Chuva forte derruba árvores e deixa ruas alagadas em Dourados
DOURADOS
Pai e madrasta de criança morta por agressão vão a júri popular
FRONTEIRA
Homem é executado enquanto tomava tereré na frente de açougue
IMPETUS
“Central de inteligência” do PCC que planejava matar servidores de MS é desarticulada na PED