Menu
Busca sexta, 29 de maio de 2020
(67) 99659-5905

PF apreende mais 17 aviões no oeste do Pará

19 agosto 2002 - 15h46

A força-tarefa de combate ao crime organizado do Rio de Janeiro apreendeu hoje mais 17 aviões em pistas de pouso clandestinas no oeste do Pará. Com isso já são 104 aviões bi e monomotores apreendidos desde quinta-feira, quando começou a operação.
Hoje, os policiais começam a inspecionar os aviões com o espectômetro, aparelho de alta precisão, que permite identificar micropartículas de qualquer tipo de droga. A força-tarefa também vai examinar os documentos dos aviões e verificar se os proprietários estão em dia com a Receita Federal. A polícia suspeita que algumas aeronaves estão em nome de laranjas.
Essa é a maior operação realizada pela área de segurança pública do governo.
- Nunca se apreendeu tanto aviões no país como agora - disse o coordenador da operação, delegado Mauro Spósito.



Deixe seu Comentário

Leia Também

COSTA RICA
Menina de 3 anos dormia com a mãe que foi assassinada a facadas pelo ex
POLÍTICA
Bolsonaro diz que auxílio emergencial poderá ter a quarta parcela
JUDICIÁRIO
MP denuncia juiz por ter recebido propina para liberar precatórios
ENSINO SUPERIOR
Ainda sem data, Enem 2020 já tem 6,1 milhões de inscritos
TRÊS LAGOAS
Motociclista é atingida por linha com cerol e garotos que soltavam pipa fogem
ECONOMIA
Compras com auxílio emergencial poderão ser pagas via celular
CARTILHA
Tribunal de Justiça lança Guia de Boas Práticas para Pessoas com Deficiência
CAPITAL
Idoso é enganado por golpistas, entrega dois cartões e fica no prejuízo
JUSTIÇA
Ministro do STF nega recurso e mantém pena de prefeito condenado por tráfico
DESCAMINHO
Receita Federal apreende duas toneladas de narguilé contrabandeadas

Mais Lidas

DOURADOS
Paciente com suspeita de coronavírus afasta mais de 20 profissionais da saúde no HV e UPA
PANDEMIA
Dourados é "campeã" de casos de coronavírus em MS pelo 3º dia consecutivo
PANDEMIA
Dourados investiga morte com suspeita do novo coronavírus
DOURADOS
Empresários cobram de Délia prova científica para justificar toque de recolher