Menu
Busca sábado, 30 de maio de 2020
(67) 99659-5905

PF apreende 33 aviões no Mato Grosso

17 agosto 2002 - 11h09

A Polícia Federal lacrou ontem pela manhã 33 aviões particulares, bombas de abastecimento e uma oficina em Matupá, Guarantã do Norte e Alta Floresta, municípios da região norte de Mato Grosso. Os lacres foram efetuados durante a operação Aeron-Itaituba, realizada durante todo o dia.
A operação visa combater o tráfico internacional de drogas e de armas. Os aviões, com exceção daqueles apreendidos em Matupá, estavam em aeroclubes. A operação partiu do Ministério da Justiça e faz parte do plano de ações do Sistema de Vigilância da Amazônia (Sivam), que monitora o tráfego aéreo na Amazônia. A coordenação está sendo realizada pelo chefe do Conselho de Segurança da Região da Amazônia Legal, delegado Mauro Espósito.
Dezenove aeronaves foram lacradas em Matupá, na pista de pouso que serve a cidade. Já em Alta Floresta foram outras doze e em Guarantã do Norte, duas. De acordo com o policial federal Joselino Mattos, de Cuiabá, todos os aviões lacrados estão realizando vôos sem a devida homologação no Departamento de Aviação Civil (DAC). Já as bombas foram lacradas em decorrência da falta de documentação de sua procedência.
Mattos explicou que as pistas de aeroclubes muitas vezes funcionam como local de abastecimento para aviões carregados com drogas ou armas oriundas de países como a Bolívia e Colômbia. A região é usada como rota pelo crime organizado.
Para que possam novamente usar seus aviões, os proprietários terão de procurar a Polícia Federal em Ibiúna (PA) com documentos para normalizar a situação. Devidos ao grande número de aeronaves e a inexistência de local adequado para que fossem encaminhadas, a decisão foi de que elas seriam deixadas nos aeroclubes. A Polícia vai estar vigiando os locais até que os aviões possam voltar à ativa. Aqueles que desrespeitarem a determinação serão presos, segundo a PF.



Deixe seu Comentário

Leia Também

TOQUE DE RECOLHER
Mais de 200 são flagrados nas ruas de sexta para sábado na Capital
GOVERNO
Acordo prevê no máximo 20 dias para análise de auxílio emergencial
UEMS
Estudantes de MS criam robô que ajuda na prevenção do coronavírus
PANDEMIA
Primeiro caso de Covid-19 em Aquidauana pegou o vírus na Capital
JUSTIÇA
STF aprova mais 5 anos para adesão a acordo de planos econômicos
MONITORAMENTO
MS fica em 3º lugar no ranking de transparência nas informações sobre o coronavírus
COVID-19
Com mil mortes por dia, Brasil ainda não chegou ao pico da epidemia
ACIDENTE
Colisão entre carros termina em capotamento em Avenida de Coxim
DIÁRIO OFICIAL
Ministério da Justiça cria órgão para gerir fundo de segurança pública
TRÁFICO
Após percorrer 2,3 mil quilômetros, jovens são presas com drogas em MS

Mais Lidas

DOURADOS
Protocolo é seguido e mulher vítima do coronavírus é enterrada sem despedida de familiares
MAIORIA JOVENS
Vítima fatal da Covid-19 faz parte da faixa etária com mais casos da doença em Dourados
COVID-19
Curva segue ascendente e Dourados ultrapassa 200 casos de coronavírus
PANDEMIA
Comitê diz que Dourados não é epicentro do novo coronavírus e descarta lockdown