Menu
Busca quinta, 01 de outubro de 2020
(67) 99659-5905

Petrobras nega irregularidades em contratos do gás

05 agosto 2006 - 10h19

Por meio de nota distribuída Poe sua assessoria de imprensa, a Petrobras classificou como “infundadas” as denúncias de irregularidades feitas contra dois de seus ex-executivos feitas por Gabriel Camacho, diretor de YPFB (estatal boliviana do gás). As acusações são de "assinatura de contratos lesivos ao Estado boliviano, conduta antieconômica, fraude e abuso de confiança com agravante e falsificação de documento privado, ao ter fixado preços para a venda de gás ao Brasil muito diferentes ao contrato" fixado pela Bolívia. Os denunciados são ex-diretor de Gás e Energia e o ex-diretor-gerente da Petrobras na Bolívia, os brasileiros Antonio Luiz Silva de Menezes e Luis Rodolfo Landim Machado. Na nota, a Petrobras diz ainda que “tanto no Brasil quanto no exterior suas atividades são exercidas dentro das normas legais vigentes em cada país onde atua, de acordo com sua política de transparência e de responsabilidade social”. As informações são do site de notícias Campo Grande News.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MATO GROSSO DO SUL
Publicado decreto que regulamenta Lei Aldir Blanc no Estado
ECONOMIA
Produção agrícola de MS atingiu recorde de R$ 19,2 bi em 2019
APÓS 10 ANOS
Conselho da Uems se reúne para definir volta de vestibular
OPERAÇÃO FOCUS
Pecuarista é multado em R$ 6,5 mil por incêndio em área de vegetação nativa
DOURADOS
Ex-secretário que cumpria prisão domiciliar é colocado em liberdade
COMER BEM
Saladas Mr Fit: variedade para sua dieta
JUSTIÇA
Corregedor da Câmara pede continuidade de processo contra Flordelis
INDENIZAÇÃO DE R$ 6 MIL
Vara de Dourados condena Loja e operadora de cartão por cobrança indevida
MUNDO NOVO
Ameaça e briga entre irmão termina com um preso por porte de droga
GARRAS
Investigação resulta na apreensão de grande quantidade de munições para fuzil

Mais Lidas

DECIBÉIS
Operação do Gaeco mira fraudes em licitações e cumpre cinco mandados em Dourados
INVESTIGAÇÃO
Policiais do Gaeco fazem nova operação em Dourados
DOURADOS
Gaeco deixa edifício com documentos apreendidos após mais de 5h
CAPITAL
Mulher com mandado de prisão em aberto é executada com oito tiros