Menu
Busca segunda, 10 de dezembro de 2018
(67) 9860-3221

Pedro Teruel critica carga tributária defendida por Lula

10 dezembro 2003 - 18h01

Terminou há pouco a última reunião de 2003 do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República, realizada no Palácio Itamaraty, em Brasília. Entre os expositores estiveram o ministro da Fazenda, Antônio Palocci, o ministro interino do Desenvolvimento, Márcio Fortes, e o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, que confirmaram, com apresentação gráfica detalhada e dados estatísticos, a tendência à estabilidade econômica e a intensificação dos sinais de crescimento para o país. No balanço que fez aos conselheiros, o ministro Palocci declarou que a melhora da distribuição de renda de 10% da população brasileira eqüivaleria a um crescimento econômico de 3% ao ano, durante 25 anos.Em discussão aberta entre os ministros e os conselheiros, o deputado Pedro Teruel-PT, representando a CIVES-Associação Brasileira de Empresários pela Cidadania, apontou a injusta distribuição de renda como sendo um dos pontos mais críticos da economia nacional, lembrando a recente divulgação de dados que colocam o Brasil como um dos três países com pior distribuição de renda em todo o mundo. Teruel afirmou ser este um bom momento para se corrigir essa distorção, mas lamentou que "as reformas que tramitam no Congresso não estejam contribuindo para a desoneração da folha de pagamento das empresas". O deputado criticou, também, "a elevada carga tributária e a sufocante burocracia que torna as micro e pequenas empresas quase inviáveis, além da oneração ainda maior da prestação de serviços e dos profissionais liberais causada pela mudança da Cofins".Outro ponto destacado pelo deputado Pedro Teruel é o excesso de carga tributária sobre alimentos, que acaba atingindo com maior intensidade a parcela da população de menor renda: "O governo recolhe tributos de pessoas de baixa renda, mas não é eficiente ao devolver esses recursos justamente para os mais carentes de nosso país. As reformas precisam mudar essa realidade, favorecendo os que mais necessitam".

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS
Ações marcam atuação do Estado na defesa dos Direitos Humanos
TRÊS LAGOAS
Confirmada primeira morte por dengue no Estado
DOURADOS
Vereadores que deixaram sessão precisariam de 10 votos para mudar regimento
POLÍCIA
Bêbado agride esposa e deixa enteada desacordada
GERAL
Justiça autoriza ex-executivo da Nissan a recuperar bens no Rio
EM MATO GROSSO DO SUL
Lei obriga cartazes em locais públicos informando sobre riscos de queimadas
DOURADOS
Vereadores da base aliada abandonam plenário durante sessão extraordinária
GERAL
Programa ‘Casal Grávido’ realiza curso de orientações a pais e mães
DOURADOS
Banda Trajeto2 faz show hoje na Praça Antônio João e apresenta novo CD
CALOR
Calorão eleva temperatura a 30ºC nas primeiras horas do dia

Mais Lidas

VIOLÊNCIA
Idosa é espancada, esfaqueada e vai parar na UTI após assalto em Dourados
DOURADOS
Dupla é presa por tráfico de drogas na Vila Mariana
DOURADOS
Por força judicial, terceira sessão para definir Mesa Diretora da Câmara é cancelada
INVESTIGAÇÃO
Brasileira desaparecida na Austrália é encontrada morta em praia