Menu
Busca domingo, 25 de fevereiro de 2018
(67) 9860-3221
Clube Indaiá - Janeiro 2018

Pedro Teruel critica carga tributária defendida por Lula

10 dezembro 2003 - 18h01

Terminou há pouco a última reunião de 2003 do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social da Presidência da República, realizada no Palácio Itamaraty, em Brasília. Entre os expositores estiveram o ministro da Fazenda, Antônio Palocci, o ministro interino do Desenvolvimento, Márcio Fortes, e o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, que confirmaram, com apresentação gráfica detalhada e dados estatísticos, a tendência à estabilidade econômica e a intensificação dos sinais de crescimento para o país. No balanço que fez aos conselheiros, o ministro Palocci declarou que a melhora da distribuição de renda de 10% da população brasileira eqüivaleria a um crescimento econômico de 3% ao ano, durante 25 anos.Em discussão aberta entre os ministros e os conselheiros, o deputado Pedro Teruel-PT, representando a CIVES-Associação Brasileira de Empresários pela Cidadania, apontou a injusta distribuição de renda como sendo um dos pontos mais críticos da economia nacional, lembrando a recente divulgação de dados que colocam o Brasil como um dos três países com pior distribuição de renda em todo o mundo. Teruel afirmou ser este um bom momento para se corrigir essa distorção, mas lamentou que "as reformas que tramitam no Congresso não estejam contribuindo para a desoneração da folha de pagamento das empresas". O deputado criticou, também, "a elevada carga tributária e a sufocante burocracia que torna as micro e pequenas empresas quase inviáveis, além da oneração ainda maior da prestação de serviços e dos profissionais liberais causada pela mudança da Cofins".Outro ponto destacado pelo deputado Pedro Teruel é o excesso de carga tributária sobre alimentos, que acaba atingindo com maior intensidade a parcela da população de menor renda: "O governo recolhe tributos de pessoas de baixa renda, mas não é eficiente ao devolver esses recursos justamente para os mais carentes de nosso país. As reformas precisam mudar essa realidade, favorecendo os que mais necessitam".

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAUUUU!!
Débora Oliver faz cliques quentes para o Diamond Brazil
ASSEMBLEIA
Seminário sobre regularização fundiária urbana é o destaque da semana
LOTERIA
Apostas para a Dupla de Páscoa já podem ser feitas
PM E BOMBEIROS
ACS elege novo presidente em MS
ESTADO
Começa em abril inventário de plantas e solo do Cerrado de Mato Grosso do Sul
Veículos roubados que seriam levados para o Paraguai são recuperados
BRASIL
Conta-salário poderá ser transferida para instituições não financeiras
RECOMENDAÇÃO
Prefeito vai revogar doação de área a Arquidiocese de Campo Grande
MS/PR
Assaltantes se escondem em pântano e acabam presos
ESTADUAL
Federação adia fim da primeira fase após ajuste de tabela

Mais Lidas

NOVO HORIZONTE
Foragido da Justiça é preso após trocar tiros com policiais em Dourados
WILLIAM DENTE PODRE
Ladrão baleado após atirar contra a polícia morre em hospital
DOURADOS
Idoso morre ao ser atropelado na Monte Alegre
FÁTIMA DO SUL
População faz protesto e pedem Justiça no caso Débora