Menu
Busca segunda, 17 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Paulo Henrique Bambu destaca trabalho da Missão Caiuá

10 março 2005 - 09h54

Vice-presidente da Câmara de Dourados e membro da Comissão de Direitos Humanos da Casa e da Comissão Especial de Inquérito criada para auxiliar a CPI da Desnutrição criada na Assembléia Legislativa, o vereador Paulo Henrique Bambu (PSC) usou a tribuna na sessão desta terça-feira para destacar o trabalho que a Missão Evangélica Caiuá desenvolve junto aos indígenas das aldeias de Dourados.O vereador lembrou que a Missão Evangélica foi pioneira no trabalho de atendimento à saúde dos indígenas, implantando e mantendo, desde a década de 60, o Hospital e Maternidade Porta da Esperança, inicialmente com 38 leitos e hoje com mais de 50, destinado exclusivamente a população indígena e, já no final da década de 70, inaugurando a Unidade de Tratamento de Tuberculose, também com 50 leitos, “um hospital afastado das demais construções da Missão e que por muitos anos foi o único especializado no tratamento da doença no País”. Com a tuberculose controlada entre os Caiuá a ala do Hospital específica para estes doentes passou a atender crianças desnutridas de várias aldeias do Estado.Paulo Henrique lembrou que a Missão Evangélica Caiuá sempre prestou assistência ao índio, quer seja na área da saúde ou educação. Enfatizou em sua fala que a Missão Caiuá, enquanto administrava os recursos financeiros destinados às comunidades indígenas, os problemas eram menores e ela (a Missão) procurava fazer levantamento de preços toda vez que precisava executar algum serviço, “mas, depois que a Funasa assumiu o gerenciamento dos recursos, a situação se complicou”. A administração dos recursos foi transferida para a Funasa visando à adequação à LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal).O vereador também lamentou o aumento do índice de mortalidade entre os indígenas, de 48 em 2003 para cerca de 60 em 2004. “Entendo que a questão indígena é grave, problemática e mais complexa que uma simples distribuição de alimentos para resolver paliativamente o problema da desnutrição. Porém, as autoridades têm de reconhecer e ressaltar o trabalho de excelência que existe dentro da reserva de Dourados e que a Missão Caiuá desenvolve a 77 anos, contribuindo efetivamente para a melhoria da qualidade de vida dos indígenas sul-mato-grossenses”, cobrou o vereador.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

CASA DE LEIS
Sessões, CPI e capacitação de servidores são os destaques da semana na Alems
POLÍTICA
Alto escalão do governo terá desempenho avaliado a partir de abril
ESPORTES
Final de semana de medalhas para judô brasileiro
CUIDADOS
Com riscos a saúde humana, pragas urbanas podem ser evitadas
REGIÃO
Maconha que seria levada para o Ceará é apreendida em MS
CONTRABANDO
PRF apreende de 2 toneladas de agrotóxicos escondidos em carga de leite
SAÚDE
Cai para três número de casos suspeitos de coronavírus no Brasil
CORUMBÁ
Escolas de samba realizam pré-desfile neste domingo
CAMPEÃO
Trio decide, Flamengo domina o Athletico-PR e conquista a Supercopa
DROGAS
Duas mulheres são presas por tráfico em ônibus que passava por Dourados

Mais Lidas

VILA SÃO BRÁS
Venezuelanos são flagrados consumindo maconha em bairro de Dourados
HARRISON DE FIGUEIREDO
Adolescente é detido e jovem é presa por tráfico, receptação e posse
DOURADOS
Dupla é presa por porte e posse ilegal de arma de fogo
FURTOS
Ladrões fazem “arrastão” e levam motos em Dourados