Menu
Busca terça, 18 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Para Promotor lei do prefeito da capital sobre áreas é inconstitucional

10 dezembro 2003 - 14h35

O promotor de justiça Aroldo José de Lima disse há pouco, na FM Cidade, que é "inconstitucional" a lei municipal, publicada ontem pelo prefeito André Puccinelli, que permite alienação ou permuta de 169 áreas desafetadas em Campo Grande. A lei permite que a prefeitura negocie praças pública e até pedaços de rua, como uma parte da Pedro Celestino, no bairro Monte Castelo, além de áreas verdes, áreas institucionais e outros espaços públicos. "Orgãos da Promotoria deverão tomar medidas cabíveis. A meu ver essa lei não tem muita chance de vingar", afirmou o promotor.Ontem, o Cedampo (Centro de Documentação e Apoio a Movimentos Populares) ingressou com uma representação no Ministério Público pedindo providências contra essa lei (nº 4114, de 8 de dezembro de 2003). "A venda de áreas públicas inalienáveis é uma afronta à Lei e ao bom senso", diz Nelson Batisti, vice-presidente do Cedampo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

VIOLÊNCIA
Homem é assassinado em frente a padaria em Dourados
APÓS 9 ANOS
Hipermercado fecha as portas em Dourados no final do mês
ASSEMBLEIA
Proposta quer que inadimplente possa quitar débito no ato de interrupção do serviço
FIM DO PRAZO
Cartório Eleitoral reforça convocação de eleitores para cadastro biométrico
LUZ DA INFÂNCIA
Operação contra exploração sexual infantil contabiliza 38 prisões
TRÁFICO
Droga que seria levada ao MT é apreendida em ônibus
DOURADOS
Maconha apreendida na Presidente Vargas seria levada ao interior de SP
FISCALIZAÇÃO
Procon notifica 40 postos de Dourados para saber detalhes sobre aumento da gasolina
TRÁFICO
Cocaína que saiu de Dourados é apreendida em operação no Paraná
DOURADOS
Hemocentro não terá atendimento nos dias de Carnaval

Mais Lidas

DOURADOS
Ferido com tiro no peito, entregador chega pilotando moto na UPA
DOURADOS
Líderes de motim que causou estragos na Unei são levados à delegacia
DOURADOS
VÍDEO: Internos 'batem grade' e queimam colchões em princípio de rebelião na Unei
FRONTEIRA
Festa termina com aniversariante e convidado assassinados por pistoleiros