Menu
Busca quarta, 26 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Para os servidores situação do Idaterra prejudica a Instituição

19 agosto 2002 - 14h42

O Sindicato dos Trabalhadores em Instituições de
Extensão Rural, Pesquisa, Assistência Técnica, Serviços Agropecuários e Afins de MS (SINTERPA), realiza amanhã, às oito horas na sede do Sinterpa, reunião para dar continuidade as discussões ocorridas no dia 15 de agosto, sobre o Instituto de Desenvolvimento Agrário,
Assistência Técnica e Extensão Rural de MS (IDATERRA), para que sejam tomadas algumas providências emergenciais e sejam traçadas as grandes linhas do planejamento das atividades da instituição.
Por não ter alcançado seu objetivo na última reunião realizada na quinta-feira com as duas instituições, o Sinterpa vai novamente reunir-se para buscar resolver os problemas de maior urgência e também estabelecer qual é o real papel do IDATERRA. Afinal, a função desta
Instituição é de implementar, fomentando as atividades dos agricultores familiares, sejam eles assentados e não assentados, kilombolas e indígenas, assim como também no que se refere ao tratamento das atividades voltadas a política fundiária, comercialização e agroindustrialização da pequena produção agropecuária dos agricultores e similiares. Contudo, a execução das ações está comprometida, principalmente as voltadas à Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural, tanto a curto e médio, quanto em longo prazo.
Procedimentos que deveriam ser adotados não estão sendo executados corretamente, principalmente em função das constantes mudanças dos diretores da instituição e do pouco comprometimento dos mesmos em relação a ATER e
Pesquisa, além do descaso em relação aos servidores que estão sem atualização salarial e precárias condições de trabalho. Profissionais desmotivados e sofrendo com a insegurança de um reenquadramento funcional pouco claro e extinção do plano de cargos de carreiras também é um
dos problemas enfrentados.
Na pauta de amanhã serão abordados assuntos como a confusão no papel institucional do IDATERRA quando da execução de suas atividades fim; falta de planejamento estratégico para a instituição; necessidades de definição clara dos projetos em que atuará como executor, coordenador ou apenas articulador, considerando as condições precárias da instituição; inexistência de instrumentos normativos internos, como regimento interno institucional; sistema de gestão institucional desestruturado; valorização do quadro funcional reduzido a zero; estrutura de veículos da
instituição, com menos de 50% em condições de uso e 80 % de veículos parados; elevado endividamento das agências locais em função dos gastos para execução das atividades afim, superando os R$ 200.000,00; pesquisa agropecuária totalmente desestruturada, com 63 projetos praticamente parados; Quadro funcional sem plano de cargos e carreiras e com renquadramento funcional extremamente
confuso e desorientado e estrutura orçamentária e financeira da instituição comprometida, em função dos compromissos institucionais, podendo comprometer os salários dos servidores.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BALANÇO
Carnaval termina com dois mortos e 24 feridos nas rodovias estaduais de MS
REGIÃO
Órgãos públicos estaduais retomam atendimento às 13h desta quarta-feira
MERCADO FINANCEIRO
Ações: como começar a investir
REGIÃO
Delegado pede prisão de acusado pelo assassinato de ex-prefeito e governo decreta luto por 3 dias
FUTEBOL
Flamengo e Independiente del Valle decidem hoje a Recopa SUl-Americana
COMER BEM
Marmita Torre: comodidade e praticidade no dia-a-dia das famílias
DOURADOS
Casal agride mulher e leva celular dela em assalto no Centro
Educação
Hiperpoliglotismo: tudo sobre a habilidade de falar muitos idiomas
SUSPEITA EM SP
Isolamento domiciliar em caso suspeito de coronavírus é previsto em MS
DOURADOS
Após furtar compra de R$ 678, mulher paga mais de R$ 1 mil para responder em liberdade

Mais Lidas

DOURADOS
Ex-prefeito de Amambai não resiste e morre no Hospital do Coração
MULTIDÃO
Carnaval na praça central de Dourados termina em ‘confusão e sujeira’
ATENTADO
Aeronave pousa em Dourados e fica a disposição de Lanzarini
DOURADOS
Mulher tenta sair de mercado com quase R$ 700 em compras sem pagar