Menu
Busca quarta, 19 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Ouvidor agrário discute impasse entre Prefeitura e MST

29 dezembro 2003 - 11h35

O ouvidor agrário de Mato Grosso do Sul, Ulisses Duarte, vai se reunir hoje com o presidente do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), Rubens Bossay, para tentar encontrar uma saída para resolver o impasse entre a Prefeitura de Campo Grande e as famílias do MST (Movimento Sem-Terra), que invadiram uma área localizada no macroanel rodoviário, entre as saídas para São Paulo e Sidrolândia.  Segundo o ouvidor agrário, a pauta do encontro conta com duas decisões judiciais. A primeira é do juiz Vladimir de Abreu, da 2ª Vara da Fazenda Pública, e determina a desocupação da área. Já a segunda é do Émerson Cafure, da 8ª Vara Cível, e impede que a Prefeitura desocupe a área utilizando força física. “Essa é uma guerra judicial entre o MST e a Prefeitura. Temos que acabar logo com esse impasse e destinar uma área provisória para essas famílias”, afirmou Ulisses Duarte, lembrando que o principal impasse é a escolha de um local para transferir provisoriamente as famílias. “A nossa principal dificuldade é essa área para transferir as famílias, pois eles (líderes do MST) já garantiram que podem sair da área, mas desde que sejam transferidos para um local adequado”, concluiu.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COMBUSTÍVEIS
Petrobras aumenta preço da gasolina nas refinarias pela 1ª vez no ano
AQUIDAUANA
Falso delegado envia nudes e ameaça ‘infernizar’ vida de menina de 13 anos
LOTERIA
Confira as dezenas da Mega-Sena, que deve paga R$ 170 milhões
PROPOSTA
Projeto de lei prevê afixação de cartazes educativos sobre adoção
PUNIÇÃO
Idoso que atirou em morador de rua é exonerado da Assembleia Legislativa
BENEFÍCIO
UEMS abre inscrições de 770 auxílios para acadêmicos da graduação
CINEMA
Morre em São Paulo aos 83 anos José Mojica Marins, o Zé do Caixão
EMPREGO
Comarca de Mundo Novo realiza processo seletivo de estagiários
DOURADOS
Ladrão leva carro de autoescola e o abandona na Cachoeirinha
COTAÇÃO
Dólar renova recorde e fecha a R$ 4,36

Mais Lidas

APÓS 9 ANOS
Hipermercado fecha as portas em Dourados no final do mês
DOURADOS
Policial aposentado mata homem e diz ter sido ameaçado com faca
VIOLÊNCIA
Homem é assassinado em frente a padaria em Dourados
DOURADOS
Júri termina com réu condenado a 15 anos por matar desafeto em 2018