Menu
Busca sábado, 17 de novembro de 2018
(67) 9860-3221
SAÚDE

Notificações por Zika têm queda de 50%; Dourados registra um caso confirmado

15 setembro 2018 - 10h15Por Gizele Almeida

Boletim epidemiológico divulgado pela SES (Secretaria de Estado de Saúde) de Mato Grosso do Sul mostra que os casos notificados de Zika reduziram em média 50% na comparação de 2017 e 2018. As informações foram divulgadas nesta semana. Dourados possui um caso confirmado da doença.

Conforme o boletim, em 2017 foram notificados 395 casos da doença. Em 2018, o registro até o momento é de 194 casos notificados (com dados colhidos até 12 de setembro). Com a comparação de um ano para o outro o total de casos notificados até o momento corresponde a 49.11% do total registrado em 2017.

Os casos confirmados da doença neste ano somam 42. O boletim mostra que estes estão divididos sendo 30 em Campo Grande, seis em Rio Verde de MT e Aquidauana, Aral Moreira, Dourados, Glória de Dourados, Ponta Porã e Sonora tem um registro da doença cada.

A doença começou a ser acompanhada no Estado em 2015. Em 2016, o número de casos foi o maior, sendo 342 confirmados em todo o Mato Grosso do Sul. 

No mesmo ano, o número de casos notificados chegou a 3.851 em MS. 

Com o registro atual de notificados (194), MS tem baixa incidência da doença (abaixo de 100 casos por 100.000 habitantes). 

Deste total, Campo Grande concentra 98 casos notificados da doença. Corumbá concentra o segundo maior total de notificados, sendo 18. Na sequência Três Lagoas figura com 11. Dourados possui apenas um caso notificado.

A DOENÇA 

A Febre do vírus Zika é uma doença causada por um vírus do gênero Flavivirus, família Flaviviridae, transmitida, principalmente, pelos mosquitos Ae. aegypti e Ae. albopictus. A circulação do vírus no Brasil foi confirmada laboratorialmente em abril de 2015, em amostras de pacientes do município de Camaçari, Bahia. Em maio foram confirmados casos por laboratório em Natal/RN, Sumaré e Campinas/SP, Maceió/AL e Belém/PA. Atualmente, há registro de circulação do vírus Zika em 22 Unidades Federadas do Brasil: Roraima, Rondônia, Amazonas, Pará, Tocantins, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Bahia, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Distrito Federal e Paraná.

Em maio de 2017, o Ministério da Saúde declarou o fim da ESPIN (Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional) em decorrência do vírus Zika vírus e sua associação com a microcefalia e outras alterações neurológicas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Comissão sobre Escola sem Partido faz nova tentativa de votar relatório
POLÍTICA
Em encontro com Maia e Bolsonaro, governadores defendem votação de projetos para enfrentar crise
ECONOMIA
União já pagou este ano R$ 3,5 bi em dívidas atrasadas dos estados
TRÊS LAGOAS
Homem cai em golpe ao tentar comprar carro na internet
MATO GROSSO DO SUL
Edital para inserção de jovens no mercado de trabalho está aberto até dezembro
Processo visa a seleção de entidades que possam atuar, em parceria com a SED, no acompanhamento de estudantes, matriculados no ensino médio, para a atuação profissional.
TV
Samantha Schmütz celebra papel dramático em 'Carcereiros': 'Porta para o público me ver de uma maneira diferente'
CAPITAL
Motorista sem CNH fura sinal, foge da polícia e acaba preso dentro de casa
BRASIL
Defensoria Pública pede à Justiça manutenção de regras do Mais Médicos
FAMOSA
Susana Vieira abre o jogo sobre luta contra a leucemia: “Perguntei ao médico quando vou morrer”
CAPITAL
Mais de 20 acidentes foram registrados nesta madrugada em Campo Grande

Mais Lidas

DOURADOS
Carro fica submerso em túnel alagado e homem precisa quebrar o vidro para sair
DOURADOS
Chuva forte deixa ruas e até rodoviária alagada
DOURADOS
Bandido armado faz arrastão do Flórida ao Centro durante a noite
TRÁFICO
Mulher é presa em Dourados com maconha e haxixe escondidos em painel de carro blindado