Menu
Busca quinta, 20 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Novo exame ajuda a detectar câncer de mama

14 fevereiro 2005 - 10h34

No Brasil, todo ano são registrados 40 mil novos casos de câncer de mama e a morte de dez mil mulheres vítimas da doença. O exame clínico da mama e a mamografia são as formas mais eficazes para detecção precoce da doença, mas apenas dez por cento das cidades brasileiras possuem equipamento de mamografia.Especialistas da Fundação Oswaldo Cruz, do Instituto Nacional do Câncer e Instituto Fernandes Figueira da Fiocruz estão fazendo um trabalho de observação de um exame descartável, criado nos Estados Unidos e chamado Breastcare (cuidado com a mama). O exame está sendo utilizado em cem pacientes, mas esse número será ampliado para 300. Depois do trabalho de observação, o Breastcare será comprado pelo Ministério da Saúde e distribuído para a rede pública de saúde. O preço por unidade do exame é de R$ 40. O médico mastologista Roberto Vieira, do Instituto Fernandes Figueira, informa que o Breastcare funciona de forma simples, verificando a temperatura da mama. "Quando um tumor na mama está se formando há um afluxo maior de sangue, aumentando a temperatura do seio. O Breastcare consiste em dois discos capazes de tirar a temperatura da mama. Sabe-se que a temperatura elevada é indício da doença", explica o especialista. O Breastcare não substitui exames como a mamografia e o ultrasom, lembra Roberto Vieira. "Se o Beastcare constatar alterações na temperatura do seio, o médico deve encaminhá-la para prosseguir a investigação. A sensibilidade desse método é acima de 80 por cento, superior, portanto, à verificada no exame Papanicolau, que detecta câncer de útero" informa o médico.Roberto Vieira informou ainda que o Breastcare vai beneficiar principalmente as mulheres que moram longe das grandes cidades. "O exame pode ser levado para qualquer parte do país, inclusive às cidades mais longínquas". Basta carregar o exame num isopor com uma temperatura mínima de 25 graus. O material pode seguir de ônibus ou barco para os estados da região amazônica e pode fazer um trabalho de detecção precoce do câncer de mama com muita eficiência", afirma Roberto Vieira.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Após negociação, mulher é resgatada de torre no Guaicurus
COTAÇÃO
Dólar fecha em alta e renova patamar recorde
BRASIL
Greve não impacta preço dos combustíveis, diz Petrobras
TECNOLOGIA
Empresários de MS receberão R$ 2 mi para incentivar produtos e serviços inovadores
DOURADOS
Mulher ameaça se jogar de torre no Jardim Guaicurus
DEFINIÇÃO
Nomeados novos membros do Comitê Estadual para Refugiados, Migrantes e Apátridas de MS
KIT RONI
Em apreensão, policiais encontram “kit” que transforma pistola em submetralhadora
DEFRON
Mais de 15t de drogas são incineradas no Distrito Industrial em Dourados
PAULISTÃO
Palmeiras e Guarani abrem hoje a sétima rodada
COLISÃO FRONTAL
Motorista foge após provocar acidente envolvendo ônibus com 20 universitários

Mais Lidas

APÓS 9 ANOS
Hipermercado fecha as portas em Dourados no final do mês
DOURADOS
Policial aposentado mata homem e diz ter sido ameaçado com faca
VIOLÊNCIA
Homem é assassinado em frente a padaria em Dourados
DOURADOS
Júri termina com réu condenado a 15 anos por matar desafeto em 2018