Menu
Busca sábado, 29 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Mutuários que perderam imóveis por inadimplência poderão recorrer

03 dezembro 2003 - 14h50

Mutuários que perderam o imóvel por inadimplência com saldo de FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) suficiente para quitar as mensalidades poderão recorrer ao Judiciário e reaver os bens.O consultor jurídico Rodrigo Daniel dos Santos, de Presidente Prudente (SP), explica que a Caixa tem utilizado indiscriminadamente a esfera administrativa para retomar casas e apartamentos financiados. Ele ressalta ainda que os mutuários os quais têm recorrido têm obtido vitórias judiciais sobre decisões administrativas, tomadas de maneira irregular. Santos diz que, em relação aos saques do FGTS para pagamento das prestações atrasadas, a Justiça tem dado decisões favoráveis aos mutuários.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Filha reconhece mulher de 34 anos que morreu ao bater em poste
UEMS
Abertas inscrições para o XI Seminário de Extensão Universitária
CRIME AMBIENTAL
Polícia apreende arma, munições, fardas camufladas e carne suspeita
RELAÇÕES INTERNACIONAIS
Bolsonaro vai a Montevidéu para posse do novo presidente do Uruguai
SANEAMENTO
Obras da rede de esgoto de Batayporã estão em fase de conclusão
JUDICIÁRIO
STF vai julgar se punição a quem recusa bafômetro é constitucional
DIÁRIO OFICIAL
Relação de candidatos para docente de curso para policiais é divulgado
MEIO AMBIENTE
PMA divulga Cartilha do Pescador 2020 com as novas regras para pesca
ITINERANTE
Carreta da Justiça atende Corguinho e Rochedo na próxima semana
SÃO CONRADO
Identificado homem morto a pauladas e polícia busca suspeito

Mais Lidas

PARQUE DO LAGO
Ladrões usam carro para estourar porta de mercado e fogem com cofre; veja vídeo
CORONEL PONCIANO
Dupla é presa com 400 mil dólares em Dourados e polícia investiga negociação por drogas
DOURADOS
Juiz manda transferir ex-secretário para presídio federal após flagrante de celular
JARDIM ÁGUA BOA
Cofre furtado de mercado é encontrado em obra; ladrões levaram mais de R$ 3 mil