Menu
Busca quarta, 22 de janeiro de 2020
(67) 9860-3221

MS pretende arrecadar R$ 1,5 mi com leilão de 166 lotes

02 agosto 2006 - 10h36

O Governo de Mato Grosso0 do Sul deu inicio, nesta manhã, ao leilão de terrenos adjudicados por execução fiscal, localizados em 29 municípios do Estado. Por meio do evento, que acontece no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo com a participação de 20 interessados, o Estado pretende vender 166 lotes. Desses 49 estão no município de Ponta Porã (MS).Com o leilão o governo pretende arrecadar R$ 1,5 milhão para os cofres do Estado e municípios, conforme explicou o presidente da comissão do leilão e coordenador de patrimônio da Seges (Secretaria Estadual de Gestão Pública), Joaquim Soares Neto. “Este é o primeiro leilão com terrenos que fazemos. Acredito que nem todos serão vendidos, mas prevemos que a arrecadação seja de R$ 1,5 milhão, sendo 25% do valor repassado para os municípios.”O leilão acontece por meio da modalidade de maior lance, com o oferecimento por parte dos interessados, a partir de R$ 100,00 a mais para cada lance, tendo cada terreno um valor inicial avaliado pelo governo. Compra quem oferecer a maior quantia. Nesse caso, o vencedor paga 5% do valor definido pelo imóvel no ato, através de depósito bancário, a título de sinal, e 50% em 48 horas. O saldo restante deverá ser quitado em 10 dias úteis, devendo ser recolhido ao Tesouro do Estado.Imóveis - Os lotes, avaliados por técnicos do governo, variam de R$ 900,00 a R$ 106 mil. Em Campo Grande, o terreno que teve o lance mais alto fica no bairro Carandá Bosque e possui 501,72 metros quadrados, foi avaliado em R$ 45 mil e, após disputa entre os participantes, foi vendido por R$ 60 mil. São 207 imóveis tomados pelo Estado por falta de pagamento do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), totalizando R$ 2.812.940,50, quarenta e um foram retirados desse leilão por pendências documentais ou outras irregularidades, mas está previsto que sejam leiloados dentro de 30 dias. “Daqui um mês faremos outro leilão com fazendas e terrenos que já possuem edificações e que não entraram neste por problemas com documentação” explica Joaquim Soares. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÁFICO
Nigeriano é preso em ônibus após engolir 45 cápsulas de cocaína
DOURADOS
Guarda Municipal prende autor de homicídio na Vila Rosa
RECORDE
Produção de petróleo do Brasil atinge 1 bilhão de barris pela 1ª vez
MIRANDA
Motoristas são presos na BR-262 com carretas roubadas em São Paulo
PRAZO
Últimos dias para pequenos negócios quitarem dívidas com o Simples
CAMPO GRANDE
Jordaniano é encontrado com chave de fenda cravada ao peito em hotel
SAÚDE
Anvisa decide simplificar acesso a medicamentos de canabidiol
ESPORTES
Com vistorias concluídas, abertura do Morenão será decidida até sexta
POLÍCIA
Policial militar e colega são presos com eletrônicos contrabandeados
DOURADOS
Prefeitura promove mutirão de limpeza e serviços no Jardim Canaã 3

Mais Lidas

UFGD
Aluna branca aprovada em Medicina como indígena aponta engano na inscrição
EMPREGO
Empresa abre 136 vagas para classificadores de grãos em Dourados e região
POLÍCIA
Mulheres são presas com malas ‘recheadas’ de maconha no Jardim Santo André
POLÍCIA
Participante de fuga em massa no Paraguai é recapturado em MS