Menu
Busca sexta, 21 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

MNP denuncia que índios trocam gado furtado por armas

26 janeiro 2004 - 14h22

O MNP (Movimento Nacional de Produtores) denunciou hoje à Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública) que índios das áreas ocupadas em Japorã estariam trocando bovinos furtados nas fazendas por armas em solo paraguaio. O presidente da entidade, João Bosco Leal, disse que participará de reunião no fim da tarde quando poderá detalhar a denúncia ao secretário Dagoberto Nogueira Filho e ao governador em exercício Egon Krakhecke.Por enquanto, nenhum dono de área denunciou o fato à Polícia Civil. Os índios guarani-caiuás estão em 14 áreas, onde estariam cerca de 9 mil animais. Desde que as propriedades começaram a ser ocupadas, em 22 de dezembro, os criadores não tem podido checar as condições dos rebanhos. Nas Polícias Civil e Militar de Iguatemi, cidade vizinha, não há qualquer denúncia de furto de gado, mas os policiais disseram haver “boatos”.Conforme Leal, os ruralistas teriam identificado pessoas que testemunhariam sobre a denúncia. Recentemente, teriam sido furtados dois caminhões com animais. Japorã faz fronteira seca com o Paraguai.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LOTERIA
Mega deve sortear prêmio de R$ 190 milhões amanhã
DOURADOS
TAC prevê contratação emergencial de estagiários para fim da greve na educação infantil
ESPORTE
Nadador de MS disputa competição no Peru com a seleção brasileira
DOURADOS
Campanha quer incentivar participação de mais mulheres na política
DOURADOS
TJ decide em março se vereadores devem receber salários por período presos e afastados
DICAS
Fique atento: informação e planejamento podem garantir uma boa viagem no Carnaval
DOURADOS
Troco Solidário Abevê repassa valor a instituição
Saúde e Bem-estar
Unimed Dourados renova com a Sanesul e Sicredi Centro-Sul MS
NEGÓCIOS & CIA
Certificado Digital Agiliza: a abertura e gestão de empresas
TRÁFICO
Homem é preso com cocaína em fundo falso de veículo

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher ameaça se jogar de torre no Jardim Guaicurus
DOURADOS
Júri termina com réu condenado a 15 anos por matar desafeto em 2018
DOURADOS
Fechamento e promoções levam multidão a fazer fila em hipermercado
DOURADOS
Polícia vai ao Guaicurus e prende condenado por pedofilia