Menu
Busca segunda, 24 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Ministra quer esclarecimento sobre morte de ambientalista

23 fevereiro 2005 - 15h03

Brasília - A ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, disse hoje já entrou em contato com a Polícia Federal e a Secretaria de Segurança Pública do Rio de Janeiro para elucidar o assassinato do ambientalista Dionísio Júlio Ribeiro Filho, de 59 anos.
Ele foi morto ontem à noite com um tiro de escopeta na cabeça. O crime ocorreu na Reserva Biológica do Tinguá, na Baixada Fluminense, onde morava. Dionísio vinha sofrendo ameaças de morte. por impedir a ação de caçadores e a extração de palmito.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESCOLAS
Mangueira, Viradouro e Grande Rio brilham na 1ª noite na Sapucaí
NOVA ALVORADA
Motorista morre em acidente entre carreta e caminhão carregado com óleo
FERIADO
Hoje é ponto facultativo nas repartições públicas de Dourados
ANGÉLICA
Homem é morto com facada no abdômen após discussão em bar
TEMPO
Segunda-feira de sol com aumento de nebulosidade em Dourados
BRASIL
Governo facilitará exportações de produtos voltados à Defesa
BRASIL
Síndrome metabólica em adolescentes é tema de pesquisa da Capes
DOURADOS
Campanha sobre tuberculose e hanseníase será realizada em março
POLÍCIA
DOF flagra cinco com 400 quilos de contrabando em Dourados
BRASIL
Trabalho infantil aumenta 38% durante o carnaval; saiba como denunciar

Mais Lidas

CRIME
Ex-integrante de grupo de Rap é morto a tiros em Dourados
WEIMAR TORRES
Mulher morre após bater em carro que roletou avenida
FÁTIMA DO SUL
Polícia prende homem que matou namorada a marteladas
FRONTEIRA
Suspeitos de matar jornalista são presos em operação