Menu
Busca sábado, 23 de março de 2019
(67) 9860-3221

Milan e Boca Juniors decidem hoje o Mundial interclubes

14 dezembro 2003 - 08h09

Os clubes envolvidos na disputa do Mundial interclubes deste ano poderão levar a campo jogadores sem as suas melhores condições físicas. Tanto o Milan quanto o Boca Juniors têm jogadores importantes se queixando de contusões. No time italiano, o zagueiro Nesta e o atacante Inzaghi são dúvidas para a decisão, que acontecerá hoje, a partir das 7h15, em Yokohama, no Japão. No Boca Juniors, o maior problema é o atacante Tévez, estrela da equipe. "Se eu fosse o Carlos Bianchi (técnico do Boca), me colocaria na reserva", disse o jogador, que sente dores no joelho, a uma rádio argentina. A presença de Tévez no Japão causou grande polêmica, pois ele desistiu de servir à seleção argentina no Mundial sub-20 --estava contundido, mas alegou mesmo que queria atuar no Mundial interclubes pelo Boca Juniors Mesmo pressionado pelo presidente da Fifa, Joseph Blatter, o atleta viajou ao Japão.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Agehab vai aos bairros para regularização de loteamentos sociais
PONTA PORÃ
Adolescente é apreendida com maconha que levaria para São Paulo
LUTO
Ator e diretor Domingos Oliveira morre aos 83 ans no Rio de Janeiro
FUTEBOL
Paquetá marca, mas Brasil só empata com Panamá em amistoso
BRASIL
Caminhoneiros se mobilizam para nova paralisação, mostra monitoramento
IVINHEMA
Médico veterinário morre em acidente de moto na MS-276
CICLISMO
Desafio das Araras de Mountain Bike abre inscrições para 2ª etapa
TRÊS LAGOAS
Homens tentam dar calote de R$ 4,5 mil em boate e acabam na delegacia
VIOLÊNCIA
Líder rural é assassinada a facadas em assentamento no sudeste do Pará
DOURADOS
Homem é assaltado por trio quando trafegava próximo ao shopping

Mais Lidas

HU
Dengue hemorrágica causa morte de menino de 11 anos em Dourados
LUTO
Fundadora da ADL, Ruth Hellman morre em Dourados
DOURADOS
Protesto contra a Reforma da Previdência leva centenas ao Centro
DOURADOS
Trio que matou e roubou cabeleireiro é condenado a 62 anos de cadeia