Menu
Busca segunda, 15 de outubro de 2018
(67) 9860-3221
MS 40 ANOS

Rico em diversidade, Mato Grosso do Sul completa 40 anos

11 outubro 2017 - 07h00Por Guilherme Pires

O Estado de Mato Grosso do Sul, celebra nesta quarta-feira (11), 40 anos de história, quatro décadas de ‘independência’, visto que até 11 de outubro de 1977, o Estado fazia parte do Mato Grosso 'uno'. A emancipação foi sancionada pelo então presidente da época, Ernesto Geisel, que nomeou como primeiro governador Harry Amorim Costa, assumindo o cargo no dia 1º de janeiro de 1979 e ficando até 12 de junho do mesmo ano. 

Mato Grosso do Sul celebra, e com júbilo, as quatro décadas de muito trabalho, conquistas e a crescente economia que se destaca pelas atividades como pecuária, tendo o maior pasto para gados, na região do Pantanal, seguido da agricultura com o cultivo de soja, milho, cana-de-açúcar, café, amendoim e a mandioca.

Outro destaque que fomenta a economia, são as indústrias como usinas de álcool e açúcar, frigoríficos, e em Três Lagoas, a produção de papel. Toda a energia consumida pelos sul-mato-grossenses vem da usina hidrelétrica de Jupiá, que fica entre a Região do Bolsão (Três Lagoas) e Castilho (SP).

Com uma renda per capita do PIB (Produto Interno Bruto), conforme dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), de 2014, de R$ 30.137,58, a exploração de minerais não fica de fora da área econômica.

Na região de Jardim, Bodoquena e Bonito, minérios como o ferro, calcário e manganês, estanho e mármore, são abundantemente consumidos. 

Universidades

São várias universidades públicas e particulares espalhadas pelo Estado nas cidades como Campo Grande, Dourados, Naviraí, Corumbá, Ponta Porã, Três Lagoas entre outros municípios.

Dessas, uma é estadual, a Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (Uems) e duas federais sendo a Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), além do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS). 

Turismo

Terra de gente muito humilde e simples, o que não falta é hospitalidade, povo que trabalha de sol a sol, honesto, justo e fraterno. Prova disso é o município de Bonito, que recebe todos os anos, milhões de turistas não só do Estado e do Brasil, mas também do exterior. Localizado pouco mais de 250 km da Capital, a Serra da Bodoquena é outro lugar bastante frequentado, depois da Gruta do Lago Azul, em Bonito. 

Culinária

Entre os pratos típicos está a chipa, parecido com o pão de queijo e que veio dos países vizinhos como o Paraguai. Outro símbolo da cultura dos sul-mato-grossenses é o tereré, consumido todos os dias em rodas de amigos ou até mesmo sozinho. A bebida é indispensável principalmente nos dias e noites mais quentes. 

Habitantes

A estimativa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), neste ano, é de cerca de 2.713.147 habitantes, tendo uma área territorial, segundo dados de 2010, de pouco mais de 357.145.531 quilômetros quadrados. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BOMBEIROS
Jacaré-de-papo-amarelo é solto na natureza após ser resgatado
ELEIÇÕES 2018
Eleitores podem solicitar certidão de quitação eleitoral pela internet
MEDICINA
Inscrições para a segunda fase do Revalida 2017 terminam hoje
CARNE FRACA
Polícia Federal indicia Abílio Diniz por organização criminosa
TRÊS LAGOAS
Jovem de 21 anos tem 30% do corpo queimado com soda caustica
BRASIL
Ministro faz apelo ao Congresso para aprovar MP que vence nesta semana
EDUCAÇÃO
Inscrições ao Mestrado Acadêmico em Letras terminam sexta-feira
PESQUISA
Ibope para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 59%; Haddad, 41%
ECONOMIA
Dólar fecha em queda de mais de 1%
QUADRILHA PRESA
Preso em assalto a família em Fátima do Sul mentiu o nome à polícia

Mais Lidas

DOURADOS
Ciclista sofre atropelamento e fica em estado gravíssimo
TRAGÉDIA
Douradense morre em acidente no RS
DOURADOS
Família busca notícias de mulher que abandonou carro e embarcou na rodoviária
DOURADOS
Traficante que atuava com “disk drogas” é preso