Menu
Busca sexta, 20 de setembro de 2019
(67) 9860-3221

Martin Turco, um exemplo de vida

23 dezembro 2003 - 19h16

José Luís Martins (Martin Turco), nasceu em 20 de novembro de 1891 na Síria. Filho de Hassen e Sarah, tinha cinco irmãos, todos ficaram na Síria. Só ele veio para o Brasil, fugitivo da Guerra em seus País, isto por volta de 1906. Chegando aqui teve que se naturalizar brasileiro. Residiu em Campo Grande, trabalhando como funcionário de Marechal Rondon. Fazendo suas economias, conseguiu comprar um carro Ford, mais conhecido como “Pé de Bode”. Veio para Dourados, onde trabalhou como funcionário dos Correios, como estafeta, nome do cargo que exercia levando encomendas e correspondência para Campo Grande, Maracaju, Ponta Porã, e trazendo destes locais para Dourados.Nessa atividade, também fazia o serviço de táxi. Estava sempre à disposição, ia buscar nas fazendas pessoas que estavam doentes ou gestantes, que, em caso de emergência, teriam que vir a cavalo ou de carreta para Dourados. Logo em seguida, conheceu Eliza, mais conhecida como dona ‘Bia’ que veio a se tornar sua esposa. Nesta época, adquiriu um terreno onde hoje é a rua Melvin Jones. Ali construiu sua residência e tiveram os oito filhos, Valentin, Sarah, Ciro, Sofia, Suria, Sadi, Said, e Nilse. Mantinha ainda várias caixas de abelha, de onde tirava o mel e vendia para ajudar no sustento da família. Mais tarde, na rua Joaquim Teixeira Alves construiu um prédio que veio a funcionar como a primeira sede da Prefeitura de Dourados, por três mandatos consecutivos. O local também foi utilizado para a Delegacia de Polícia da cidade. Recebeu como herança por parte de sua esposa uma gleba de terra denominada Fazenda São Sebastião, passando a criador de gado. Foi comprando as partes dos outros herdeiros, conseguindo adquirir toda a área. Com o desenvolvimento da região começaram a chegar os primeiros gaúchos, plantadores de lavoura, e ele decidiu vender a propriedade para a exploração da agricultura.Como diz o próprio apelido, ’’Martin Turco’’ era muito seguro com o seu dinheiro, não gostava de dever a ninguém e nem de ser cobrado. No dia 14 de dezembro de 1971, quando foi pagar uma conta de energia, lhe apresentaram uma fatura que estaria atrasada. Ele ficou muito nervoso

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU!
Bianca Bin quebra a web ao publicar foto exibindo parte dos seios
DOURADOS
Universidades executam parceria em Pesquisa com Seres Humanos
POLÍTICA
Deputado estadual é criticado por fazer copia e cola de lei federal
SIDROLÂNDIA
Vazamento de amônia em frigorífico deixa funcionários com sintomas de intoxicação
CURSO
Agepen finaliza a formação de 453 futuros agentes penitenciários
SAÚDE
Estudo revela compostos que podem combater a tuberculose
CULTURA
10º Festival Internacional de Teatro de Dourados começa dia 25
BRASIL
Entenda o que muda com a lei da liberdade econômica
CAARAPÓ
Homem é preso em flagrante transportando maconha em ônibus
2020
Cowboy de Itaquiraí conquista vaga para Jogos Paralímpicos de Tóquio

Mais Lidas

POLÍCIA
PRF apreende caminhonete com cerca de 3 toneladas de maconha
DOURADOS
Polícia fecha “boca do Matrix” e prende acusado de vários furtos no Centro
DOURADOS
Justiça concede liberdade a mulher que liderava quadrilha presa com 1t de maconha
DOURADOS
Preso que fugiu da PED realizava serviço com outros 10 internos