Menu
Busca segunda, 10 de agosto de 2020
(67) 99659-5905

Marcelo diz que justificativa da prefeitura não convence

11 dezembro 2009 - 14h22

O vereador Marcelo Barros (DEM) continua na luta para tentar rejeitar na Câmara o aumento proposto para o IPTU pela Prefeitura de Dourados. Ele afirma que as colocações que estão sendo feitas pela administração para justificar a votação do projeto não procedem e tentam ludibriar a população. “Se o valor venal do imóvel aumentou por esta ou aquela razão, e como consequência o valor final do imposto é alterado, o único nome que sei dar para isso é aumento”, frisou o vereador.
Ele mostrou, analisando as declarações da prefeitura, que a assessoria de Artuzi tenta “tapar o sol com a peneira”. A prefeitura cuidou de espalhar na imprensa nos últimos dias que não era verdadeira a tese da oposição de que o IPTU estaria sendo aumentado em até 100 por cento do valor do ano anterior, e que o que realmente mudou foi o valor venal dos imóveis em razão das melhorias existentes. “Eles devem estar falando das melhorias relacionadas com os buracos nas ruas, a falta de medicamentos, e até mesmo a falta de manutenção de serviços”, contestou Marcelo Barros ao afirmar que continua a luta contra o aumento do imposto.
“Estamos inclusive mobilizando a sociedade para comparecer na sessão da próxima segunda feira na Câmara de Vereadores e exigir que o aumento do IPTU seja rejeitado, pois não há argumentos convincentes o suficiente para sua aprovação”, declarou o vereador democrata que não aceita a penalização do contribuinte com a adoção de um aumento que vem somente para resolver o problema de fluxo de caixa da prefeitura.
Marcelo lembrou que os administradores de Dourados “estão andando na contramão da história”, pois enquanto até mesmo o presidente Lula e o governador André baixam impostos de carros, produtos eletrodomésticos de uso popular e IPVA de motos, “aqui em Dourados o prefeito resolve aumentar tributos”.
“A prefeitura quer aumentar exatamente o imposto que a grande maioria da população paga, sem nenhum critério lógico ou explicações que justifiquem tal atitude”, afirmou Marcelo que avalia essa postura de Artuzi como a necessidade urgente de resolver para o próximo ano seus problemas de caixa. O vereador aponta para outras soluções que resolveriam o problema de recursos e pede que por parte da prefeitura haja mais criatividade na busca de mais dinheiro para as ações em Dourados.
Aliás, Marcelo Barros questiona a necessidade de aumento do IPTU diante das afirmações alardeadas pela prefeitura de que um volume muito grande de recursos foi conquistado junto aos governos federal e estadual com auxilio de parlamentares. “O que a gente percebe é que se fala muito e se faz pouco em Dourados. A gente ouve o anuncio de que existem recursos em abundância e depara com decisões como esta de pedir que a Câmara autorize o aumento de IPTU”, disse Marcelo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPEONATO BRASILEIRO
Santos sai na frente, mas vê Bragantino empatar nos acréscimos
TRÁFICO DE DROGAS
Após perseguição, polícia apreende 300 quilos de maconha
INTERNACIONAL
Polícia entra em confronto com manifestantes em Beirute
CULTURA
Mostra traz 98 filmes de 24 países sobre questões ambientais e sociais
CORONAVÍRUS
Itália tem 463 novos casos de Covid-19 e duas mortes em 24 horas
OPINIÃO
Autossuficiência que almejamos
PANDEMIA
Brasil registra 3 milhões de casos de coronavírus e 101 mil mortes
BRASILEIRÃO
Flamengo é derrotado pelo Atlético-MG com gol contra de Filipe Luís
FUTEBOL
STJD aceita pedido do Goiás e partida contra o São Paulo é adiada
INTERNACIONAL
Doadores prometem ajuda humanitária “importante” ao Líbano

Mais Lidas

DOURADOS
Homicídio ocorreu após madrugada de farra e confusões na Jaguapiru
PANDEMIA
Paciente internado em Dourados morre de coronavírus
DOURADOS
Equipe do Samu se desloca para atender vítima de facadas em bairro
PANDEMIA
Cerca de 90% douradenses diagnosticados com Covid estão recuperados