Menu
Busca sábado, 07 de dezembro de 2019
(67) 9860-3221

Marcelo diz que justificativa da prefeitura não convence

11 dezembro 2009 - 14h22

O vereador Marcelo Barros (DEM) continua na luta para tentar rejeitar na Câmara o aumento proposto para o IPTU pela Prefeitura de Dourados. Ele afirma que as colocações que estão sendo feitas pela administração para justificar a votação do projeto não procedem e tentam ludibriar a população. “Se o valor venal do imóvel aumentou por esta ou aquela razão, e como consequência o valor final do imposto é alterado, o único nome que sei dar para isso é aumento”, frisou o vereador.
Ele mostrou, analisando as declarações da prefeitura, que a assessoria de Artuzi tenta “tapar o sol com a peneira”. A prefeitura cuidou de espalhar na imprensa nos últimos dias que não era verdadeira a tese da oposição de que o IPTU estaria sendo aumentado em até 100 por cento do valor do ano anterior, e que o que realmente mudou foi o valor venal dos imóveis em razão das melhorias existentes. “Eles devem estar falando das melhorias relacionadas com os buracos nas ruas, a falta de medicamentos, e até mesmo a falta de manutenção de serviços”, contestou Marcelo Barros ao afirmar que continua a luta contra o aumento do imposto.
“Estamos inclusive mobilizando a sociedade para comparecer na sessão da próxima segunda feira na Câmara de Vereadores e exigir que o aumento do IPTU seja rejeitado, pois não há argumentos convincentes o suficiente para sua aprovação”, declarou o vereador democrata que não aceita a penalização do contribuinte com a adoção de um aumento que vem somente para resolver o problema de fluxo de caixa da prefeitura.
Marcelo lembrou que os administradores de Dourados “estão andando na contramão da história”, pois enquanto até mesmo o presidente Lula e o governador André baixam impostos de carros, produtos eletrodomésticos de uso popular e IPVA de motos, “aqui em Dourados o prefeito resolve aumentar tributos”.
“A prefeitura quer aumentar exatamente o imposto que a grande maioria da população paga, sem nenhum critério lógico ou explicações que justifiquem tal atitude”, afirmou Marcelo que avalia essa postura de Artuzi como a necessidade urgente de resolver para o próximo ano seus problemas de caixa. O vereador aponta para outras soluções que resolveriam o problema de recursos e pede que por parte da prefeitura haja mais criatividade na busca de mais dinheiro para as ações em Dourados.
Aliás, Marcelo Barros questiona a necessidade de aumento do IPTU diante das afirmações alardeadas pela prefeitura de que um volume muito grande de recursos foi conquistado junto aos governos federal e estadual com auxilio de parlamentares. “O que a gente percebe é que se fala muito e se faz pouco em Dourados. A gente ouve o anuncio de que existem recursos em abundância e depara com decisões como esta de pedir que a Câmara autorize o aumento de IPTU”, disse Marcelo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Projeto de ciêcias leva escola a economiza 2 mil litros de água por mês
DOURADOS
Previsão climática aponta possibilidade de chuva a partir de domingo
DOURADOS
Cantata de Natal convida a seguir ensinamentos de Jesus Cristo
AQUIDAUANA
Mulher acaba ferida após briga entre irmãos
COMER BEM
Restaurante Senhoritta oferece espaço climatizado para confraternizações
LOTERIA
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 3 milhões
ECONOMIA
Brasil e Paraguai terão livre comércio de automóveis
CAMPO GRANDE
Bêbado, motorista fura sinal e mata motociclista
DOURADOS
Jovem tem moto furtada no Jardim Tropical
DOURADOS
Natal para Todos terá luzes acesas no domingo, com chegada do Papai Noel

Mais Lidas

FUTEBOL DE MS
MPE notifica federação e clubes da Capital ficam sem estádio para jogar
ECONOMIA
Mapa identifica recuo no preço da carne bovina na primeira semana de dezembro
CAMPO GRANDE
Identificado assaltante morto após confronto com a polícia
FUTEBOL
Prêmio Brasileirão 2019 reunirá craques na próxima segunda