Menu
Busca terça, 19 de fevereiro de 2019
(67) 9860-3221
DIA NACIONAL DE PARALISAÇÃO

Protestos reúnem mais de 300 pessoas no Centro de Dourados

29 maio 2015 - 11h43

Foi realizada na manhã desta sexta-feira (29), o ‘Dia Nacional de Paralisação e Manifestação’ contra o Projeto de Lei da Terceirização, 4330/04, medidas provisórias 664 e 665 e o ajuste fiscal. O ato foi realizado nacionalmente e em Dourados, aconteceu na praça Antônio João, reunindo mais de 300 pessoas entre elas professores da rede estadual e alunos, lideres sindicais, professores e acadêmicos da UFGD (Universidade da Grande Dourados), técnicos administrativos entre outros.

Com cartazes, faixas e gritando palavras de ordem, os manifestantes seguiram da Praça Antônio João, pela avenida Marcelino Pires até a igreja do relógio e depois voltaram.

De acordo com a diretora do Simted (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação de Dourados), Gleice Jane Barbosa, a convocação foi feita por parte do Comitê de Defesa Popular junto com as centrais sindicais.

“O comitê que convocou os lideres sindicais para participarem dessa manifestação, estão participando ADUF-UFGD, bancários, centrais sindicais e movimentos sociais. Além do projeto que regulamenta a terceirização em atividades fins (PL-4330) e as medidas provisórias, nossa luta é contra a PL 1411 que propõe o cerceamento ideológico nas instituições educacionais e penaliza os educadores”, explica Gleice.

A medida provisória 664 muda as regras para a concessão do auxilio- doença e pensão por morte e contra a medida provisória 665, dificulta o acesso ao abono salarial e o seguro desemprego.

Segundo o presidente da ADUF- Dourados (Associação dos Docentes da UFGD), Fábio Perboni, a luta é de todos os trabalhadores.

“Essa paralisação é nacional e reúne a CUT (Central Única dos Trabalhadores) a CTB (Central dos Trabalhadores do Brasil), o Sindicato dos Bancários entre outros, é uma atividade nacional e para entendimento do sindicato a terceirização, é um ataque aos trabalhadores”, disse o presidente.

As agências bancárias da cidade também paralisaram as atividades pela manhã, voltando atendimento ao público após as 12hs.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COXIM
Idosa de 80 anos é agredida a pauladas por jovem que invadiu casa
ESPORTE
Funed conclui elaboração de calendário anual de atividades esportivas
APOSENTADORIA
Bolsonaro fará pronunciamento na TV para defender reforma da Previdência
PROJETO
UFGD seleciona shows musicais para o projeto Celebração 2019
CAMPO GRANDE
Júri é suspenso após advogada chorar e ameaçar suicídio
NOVA ANDRADINA
Adolescente que sufocou a filha de 28 dias fará tratamento psiquiátrico
RIO
Justiça nega indenização a Bolsonaro por declarações de Jean Wyllys
UEMS
Estão abertas as inscrições para Intercâmbio Sanduíche no Canadá
CAPITAL
Dupla em moto atira contra carro de autoescola; motorista é atingido
POLÍTICA
Câmara suspende decreto presidencial sobre sigilo de dados públicos

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Motociclista atropela, mata criança de 1 ano em Dourados e foge do local
DOURADOS
Motorista tenta desviar de outro veículo e bate carro em árvore
NOVA ANDRADINA
Mãe de 16 anos mata filha de apenas 21 dias
DOURADOS
Um ano após pedido de demissão, ex-secretário de Délia retorna à prefeitura