Menu
Busca segunda, 20 de janeiro de 2020
(67) 9860-3221

Lula pede análise de projeto feita por sindicalista de MS

08 agosto 2006 - 12h28

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva encaminhou ao Ministério do Trabalho e Emprego a proposta de um projeto de lei que garante vagas no mercado de trabalho a profissionais com idade igual ou superior a 40 anos. É o que informa em correspondência enviada ao autor da proposta: o presidente do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Campo Grande e da Central Geral dos Trabalhadores do Brasil em Mato Grosso do Sul, Samuel da Silva Freitas.O titular da Diretoria de Documentação Histórica, Cláudio Soares Rocha, do Gabinete Pessoal do Presidente da República informou, através de correspondência que chegou ontem às mãos de Samuel, que: "O presidente Luiz Inácio Lula da Silva encarregou-nos de confirmar o recebimento de sua carta de 17/07/2006 e de informar sobre o encaminhamento ao Ministério do Trabalho e Emprego, pelo Ofício COR/GP/PR: 1729/2006 de 26/07/2006, para análise e eventuais providências".O sindicalista, autor da proposta, não tem dúvida de que o governo vai acatar sua sugestão de que mesmo que não seja através de um projeto de lei, mas através de uma grande campanha nacional de conscientização de que o trabalhador com idade igual ou superior a 40 anos está muito mais preparado para o mercado de trabalho. E isto, segundo Samuel, não só em Mato Grosso do Sul, mas em todo o Brasil. Samuel explicou que a discriminação a trabalhadores em geral, não só na área da construção civil, é muito grande. As empresas, segundo ele, cometem o erro de achar que essas pessoas têm baixa produção no mercado de trabalho e acabam cedendo suas vagas para pessoas mais jovens. "Infelizmente essa é uma dura realidade que constatamos não só na nossa cidade, nosso Estado, mas em todo o País. São pais de família que precisam trabalhar e acabam sendo discriminado, alijados do mercado de trabalho desnecessariamente pois o que acontecer, de fato, é bem ao contrário: a pessoa nessa idade (40) ou acima dela, está mais madura, mais preparada para o trabalho e mais consciente inclusive da importância de seu desenvolvimento pessoal", afirma o sindicalista. Samuel sugeriu ao presidente Lula que, caso o governo não acate a proposta de criação de um projeto de lei garantindo um percentual de vaga a esses profissionais nas empresas, que ele pelo menos autorize uma campanha nacional de conscientização de que o trabalhador com idade igual ou superior a 40 anos é tão ou mais competente quanto qualquer outro. O sindicalista lembrou ainda que existem pesquisas desenvolvidas por diferentes segmentos indicando tanto a discriminação ao trabalhador com idade igual ou superior aos 40, quanto também outras apontando que a partir dessa idade os profissionais têm um desempenho muito melhor. "A intervenção do governo nesse processo é fundamental. Uma questão social", afirma Samuel. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Receita recupera R$ 5,2 bilhões em dívidas de empresas com o Simples
CORUMBÁ
Homem é preso após agredir a esposa com pedrada na cabeça
FRONTEIRA
Polícia paraguaia destrói plantação de maconha avaliada em US$ 990 mil
BRASIL
Após chuvas, Espírito Santo tem 229 pessoas desalojadas e 6 mortos
VIOLÊNCIA
Homem é executado com 11 tiros na Capital
POLÍCIA
Funcionária de supermercado tem celular furtado enquanto trabalhava
DEODÁPOLIS
Pecuarista é multado por degradações ambientais em áreas protegidas
PONTA PORÃ
Caminhonetes são encontradas incendiadas no lado brasileiro da Fronteira
ECONOMIA
Brasil assina acordo de cooperação agrícola com a Alemanha
DOURADOS
Concursados da PM, Bombeiros e GM se unem para cobrar convocação

Mais Lidas

CAPITAL
Veterinária deixa motel em surto e morre embaixo de caminhão
TRÁFICO
Polícia flagra esquema de venda de droga no cartão em Dourados
DOURADOS
Mulher é trancada no banheiro durante assalto no BNH 3º Plano
GUARDA
Traficante que queria ganhar R$ 12 mil vendendo drogas é presa em Dourados