Menu
Busca domingo, 16 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Livro conta romance entre professora francesa e Fidel Castro

07 fevereiro 2005 - 15h20

Havana, 1964: Evelyne Pisier, uma jovem francesa desembarca na capital cubana com um grupo de estudantes de esquerda entusiasmados com a incipiente revolução e acaba se envolvendo com o herói da ilha, Fidel Castro em pessoa, um amor que terminou numa profunda desilusão."Eu tinha 23 anos. Todas as minhas amigas estavam apaixonadas por Cuba e eu ganhei um presente: o herói da revolução cubana se interessou por mim. Não sei por que, mas foi o que aconteceu", recorda esta professora de Direito e Ciências Políticas da Universidade de Paris.Este capítulo da vida de Pisier é apenas uma parte da paixão que esta intelectual sente pela América Latina, um sentimento totalmente presente em seu romance "Uma questão de idade", que ocupa há três semanas os primeiros lugares de vendagem na França.Aos 64 anos, e apesar da terrível decepção que se seguiu, quando Pisier fala do líder cubano sua voz fica visivelmente emocionada."Ele rondava os 40. Parecia generoso, muito infantil, ingênuo, mas determinado. Era extremamente antiamericano, muito corajoso e, sobretudo, terrivelmente sedutor. Ele gostava de seduzir e conseguiu isso comigo".As viagens a Cuba dessa jovem militante foram freqüentes nos anos posteriores, até 1968, quando sua ilusão se desvaneceu, os verso de "Son de negros en Cuba", de Federico García Lorca, que a acompanharam em suas aventuras, perderam o sentido e o herói revolucionário se transformou no Fidel Castro que todos conhecem."Senti um verdadeiro fervor nos primeiros anos da revolução cubana. Acreditávamos mesmo e mergulhamos de cabeça naquelas ilusões. De repente, muitos amigos intelectuais começaram a ser perseguidos e presos. Alguns pelo fato de serem homossexuais. Foi o fim da liberdade", recorda, desencantada.A partir de 1968, sua relação com o líder máximo mudou radicalmente. "Cortei os contatos", afirma ela.Em seu livro, Pisier fala de suas aventuras e de sua paixão pelo Chile, onde adotou seus dois filhos, aproveitando para fazer uma análise das dificuldades que implica a adoção de crianças, numa sociedade que diferencia entre os filhos biológicos e os adotados. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CASA DE LEIS
Sessões, CPI e capacitação de servidores são os destaques da semana na Alems
POLÍTICA
Alto escalão do governo terá desempenho avaliado a partir de abril
ESPORTES
Final de semana de medalhas para judô brasileiro
CUIDADOS
Com riscos a saúde humana, pragas urbanas podem ser evitadas
REGIÃO
Maconha que seria levada para o Ceará é apreendida em MS
CONTRABANDO
PRF apreende de 2 toneladas de agrotóxicos escondidos em carga de leite
SAÚDE
Cai para três número de casos suspeitos de coronavírus no Brasil
CORUMBÁ
Escolas de samba realizam pré-desfile neste domingo
CAMPEÃO
Trio decide, Flamengo domina o Athletico-PR e conquista a Supercopa
DROGAS
Duas mulheres são presas por tráfico em ônibus que passava por Dourados

Mais Lidas

VILA SÃO BRÁS
Venezuelanos são flagrados consumindo maconha em bairro de Dourados
HARRISON DE FIGUEIREDO
Adolescente é detido e jovem é presa por tráfico, receptação e posse
DOURADOS
Dupla é presa por porte e posse ilegal de arma de fogo
FURTOS
Ladrões fazem “arrastão” e levam motos em Dourados