Menu
Busca sexta, 28 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Laudos confirmam casos de doença de Chagas no Amapá

30 março 2005 - 16h08

Laudos expedidos pelo Instituto Evandro Chagas, de Belém do Pará, confirmam casos de doença de Chagas no Amapá. Segundo informações do Serviço de Epidemiologia da Secretaria Estadual de Saúde, estão contaminadas 26 pessoas que residem na localidade de Igarapé da Fortaleza. A comunidade fica entre Macapá e o município de Santana, às margens da rodovia Salvador Diniz, região oeste do Amapá. A coleta de sangue dos moradores foi feita em fevereiro, mas o resultado dos exames estava sob sigilo da Secretaria de Saúde. Apesar do número elevado de pessoas contaminadas, a Divisão de Epidemiologia descarta a ocorrência de surto da doença no Amapá. De acordo com a Divisão de Epidemiologia, o surto não se caracteriza porque o foco está centrado em dois locais, Igarapé da Fortaleza e Marabaixo, bairro da periferia da cidade, onde três pessoas da mesma família estão infectadas.Segundo o chefe da Divisão Epidemiológica da Secretaria Estadual de Saúde, Clóvis Omar Miranda, a epidemia não existe porque, até agora não foi encontrado o barbeiro, inseto vetor da doença. "Por isso, afirmamos que esses casos são acidentais. A exemplo do que ocorre em Santa Catarina, no Amapá, a contaminação não está acontecendo de forma clássica, ou seja, com o paciente sendo picado pelo mosquito", disse Miranda. Ele esclareceu que a contaminação nos pacientes do Amapá foi por ingestão de alimentos. Estudos feitos por técnicos do Instituto Evandro Chagas confirmaram que o açaí, fruto consumido em grande escala no estado, está servindo de via de transmissão da doença. A transmissão ocorre nas várias etapas de manipulação do fruto, da colheita até a preparação do suco. Miranda disse que o inseto pode estar sendo triturado junto com o açaí ou que as fezes do barbeiro estão se misturando ao suco vendido para consumo da população.Todas as pessoas contaminadas estão recebendo atendimento médico e acompanhamento da equipe técnica da Vigilância Sanitária. Além dos casos já confirmados, a Secretaria de Saúde aguarda o resultado dos exames de quatro casos suspeitos. Os exames são de moradores da área de proteção ambiental (APA) localizada no Igarapé da Fortaleza.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

SÃO GABRIEL
Menino de 5 anos é internado em estado grave após ser atropelado
SAÚDE
Trote solidário: UEMS incentiva doação de sangue e cadastro de medula óssea
CAPITAL
Garçom lambe orelha de cliente em bar e é denunciado à polícia
SAÚDE
Disseminação de fake news sobre coronavírus preocupa especialistas
LÉO VERAS
Suspeito nega execução de jornalista e teme queima de arquivo
ESPORTE
GP Rochedo de Ciclismo abre inscrições para prova dia 15 de março
SÃO GABRIEL
Peão morre atingido por hélice ao consertar maquinário em fazenda
SANEAMENTO
Sanesul executa obras de esgotamento sanitário em Antônio João
TRÊS LAGOAS
Motorista fica preso nas ferragens após colisão entre caminhões na BR-262
MEIO AMBIENTE
Bachelet critica 'retrocessos significativos' na política ambiental no Brasil

Mais Lidas

MULTIDÃO
Carnaval na praça central de Dourados termina em ‘confusão e sujeira’
DOURADOS
Mulher tenta sair de mercado com quase R$ 700 em compras sem pagar
INVESTIGAÇÃO
Ex-prefeito de Amambai foi morto após discussão por desacordo trabalhista
PONTA PORÃ
Estado monitora caso suspeito de Coronavírus na fronteira