Menu
Busca segunda, 24 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Justiça do Chile veta investigação sobre Pinochet

25 março 2005 - 11h22

A Suprema Corte do Chile decidiu que o ex-presidente Augusto Pinochet não pode ser processado pelo assassinato de seu antecessor como chefe do Exército do país, general Carlos Prats. Prats e sua esposa, Sofía Cuthbert, foram mortos em Buenos Aires em 1974. A decisão desta quinta-feira foi tomada por 15 votos a 4.

Com isso, fica anulada uma decisão tomada anteriormente pelo Tribunal de Recursos de Santiago, que havia retirado a imunidade de Pinochet para que fosse investigado por sua suposta responsabilidade no caso.

O ex-presidente chileno não poderá mais ser julgado pelo caso Prats, mas a decisão não interfere em outros casos em que ele é acusado de desrespeito aos direitos humanos. Pinochet tem 89 anos de idade, e seus advogados de defesa dizem que ele não está em condições de responder a julgamentos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SERGIPE
Caminhão com 400 kg de maconha que saiu de MS e apreendido em Brasília
DOURADOS
Menor usa pistola de ar comprimido para roubar haitiana
JUDICIÁRIO
Ministério Público quer lei para acabar com 'farra das diárias' em Caarapó
MORTE DE LANZARINI
Dourados News emite nota de pesar pela morte de ex-prefeito
BOLADA
Após acumular pela 16ª vez, Mega Sena terá o 3º maior prêmio da história
BATAGUASSU
Polícia apreende quase sete quilos de passta base de cocaína em ônibus
SAÚDE
Novo Coronavírus: Brasil atualiza critérios para doação de sangue
39 QUILOS
Militar detido com cocaína na Espanha é condenado a 6 anos de prisão
DOURADOS
Ex-prefeito de Amambai não resiste e morre no Hospital do Coração
ATENTADO
Aeronave pousa em Dourados e fica a disposição de Lanzarini

Mais Lidas

CRIME
Ex-integrante de grupo de Rap é morto a tiros em Dourados
WEIMAR TORRES
Mulher morre após bater em carro que roletou avenida
FÁTIMA DO SUL
Polícia prende homem que matou namorada a marteladas
FRONTEIRA
Suspeitos de matar jornalista são presos em operação