Menu
Busca sábado, 30 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Juninho Paulista ficará fora dos gramados até 2003

13 agosto 2002 - 15h10

O meio-campo Juninho, do Middlesbrough, ficará fora da metade da temporada inglesa. Uma ressonância magnética realizada hoje confirmou que a lesão nos ligamentos do joelho esquerdo do brasileiro é grave e ele precisará de cinco meses para obter a recuperação.
Juninho só poderá voltar aos gramados no início de 2003, assim que o rompimento parcial de seus ligamentos esteja recuperado e sua forma física estiver em níveis satisfatórios.
- Depois de toda a alegria que tivemos com sua volta ao Middlesbrough e de sua atuação diante do Alavés, esta lesão realmente nos derrubou. Só podemos desejar a Juninho uma recuperação rápida - disse Steve McClaren, chefe da equipe.
O brasileiro, pentacampeão em 2002 na Coréia e Japão, deverá ser operado até o fim desta semana.

Deixe seu Comentário

Leia Também

REGIÃO
Polícia localiza mocó de maconha e prende dois em Ivinhema
ESPORTES
Após cancelamento de maratona, corredor propõe “desafio solidário”
TOQUE DE RECOLHER
Mais de 200 são flagrados nas ruas de sexta para sábado na Capital
GOVERNO
Acordo prevê no máximo 20 dias para análise de auxílio emergencial
UEMS
Estudantes de MS criam robô que ajuda na prevenção do coronavírus
PANDEMIA
Primeiro caso de Covid-19 em Aquidauana pegou o vírus na Capital
JUSTIÇA
STF aprova mais 5 anos para adesão a acordo de planos econômicos
MONITORAMENTO
MS fica em 3º lugar no ranking de transparência nas informações sobre o coronavírus
COVID-19
Com mil mortes por dia, Brasil ainda não chegou ao pico da epidemia
ACIDENTE
Colisão entre carros termina em capotamento em Avenida de Coxim

Mais Lidas

DOURADOS
Protocolo é seguido e mulher vítima do coronavírus é enterrada sem despedida de familiares
MAIORIA JOVENS
Vítima fatal da Covid-19 faz parte da faixa etária com mais casos da doença em Dourados
COVID-19
Curva segue ascendente e Dourados ultrapassa 200 casos de coronavírus
PANDEMIA
Comitê diz que Dourados não é epicentro do novo coronavírus e descarta lockdown