Menu
Busca segunda, 17 de junho de 2019
(67) 9860-3221

Jovino diz que Tetila quer escapar do princípio da anualidade

22 dezembro 2003 - 18h13

O presidente da Subseção local da Ordem dos Advogados do Brasil, Jovino Balardi, disse há pouco ao Dourados News que se o juiz Lúcio Raimundo da Silveira, que responde pela 6ª Vara Cível, conceder a liminar ao pedido da OAB, que questiona os prazos definidos para a realização da votação em caráter extraordinário do projeto que institui o novo Código Tributário municipal, todos os efeitos produzidos dessa votação serão anulados. "O que se percebe é que o prefeito tenta escapar do princípio da anualidade, porque se aprovar a lei ainda este ano a partir de fevereiro já estará emitindo carnês", disse o presidente da OAB, comentando que o Regimento Interno estipula um prazo de dez dias para começar o debate, o que deveria vigorar a partir do dia 16. "Então, a Câmara só poderia começar a discutir esse assunto do dia 26 em diante", analisa Jovino Balardi.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ARTIGO
Junho Prata: Respeito a maturidade e a sabedoria
TJMS
Plano de saúde não é obrigado a arcar com fertilização in vitro
FAMOSOS
“Gostaria de ganhar igual a Eliana”, diz Patricia Abravanel a Silvio Santos
DOURADOS
Reforma da Previdência vai ser tema de audiência pública na Câmara
É LEI EM MS
Cartazes devem informar em locais públicos direitos de pacientes com câncer
BRASIL
Mercado financeiro espera por cortes na Selic a partir de setembro
DOURADOS
Protesto contra nomeação de reitora tem 'abraço' coletivo e 'tapete alaranjado'
CAMPO GRANDE
Paciente descontrolado ameaça assistentes sociais por demora em atendimento
SUB-19
União goleia e fica perto da vaga na Copa SP do ano que vem
PREVENÇÃO
Secretário da Senad participa da abertura da IV Semana Estadual sobre Drogas

Mais Lidas

POLÍCIA
Casal contratado para levar maconha até Campo Grande é preso em Dourados
FURTO
Jovem é preso enquanto furtava bicicleta dentro de residência em Dourados
ASSALTO
Pastor marido de deputada federal é executado no Rio
POLÍCIA
Após cinco mortes em uma semana, órgãos realizam operação na reserva indígena de Dourados