Menu
Busca terça, 25 de setembro de 2018
(67) 9860-3221
INVESTIGAÇÃO

Joesley e Saud omitiram informações

10 setembro 2017 - 15h20

O ministro Luis Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, afirmou em decisão que decretou a prisão do empresário Joesley Batista e de Ricardo Saud, que os dois omitiram informações que era obrigados a prestar e que isso supendeu provisoriamente parte dos benefícios previstos no acordo de delação premiada feito pelos executivos da J&F, grupo dono da JBS.

Fachin destaca ainda que há elementos que Joesley e Saud poderiam, em liberdade, encontrar estímulos para ocupar parte "parte dos elementos probatório, os quais se comprometerem a entregar às autoridades em troca de sanções premiais mas cuja entrega ocorreu, ao que tudo indica, de forma parcial e seletiva".
Ao justificar a decisão de prender Joesley e Saud, Fachin afirma que os dois integram uma organização voltada à prática sistemática de delitos contra a administração pública e lavagem de dinheiro.

No documento divulgado neste domingo, Fachin justifica ainda o motivo de ter negado o pedido de prisão do ex-procurador da República Marcello Miller. Segundo o ministro, não são "consistentes" os indícios de que Miller tenha sido "cooptado" por organização criminosa. Ao encaminhar o pedido de prisão de Joesley e Saud, a Procuradoria-Geral da República também havia solicitado a prisão do ex-procurador.

LEIA A INTEGRA DA DECISÃO

Fachin retirou neste domingo (10) o sigilo do despacho que autorizou a prisão temporária de Joesley e Saud. A decisão foi tomada a partir do pedido de prisão apresentado, na última sexta (8), pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZ
Paola Antonini: "minha autoestima melhorou depois que perdi a perna"
PESQUISA
Ibope: governo Azambuja é aprovado por 46% e reprovado por 17%
CAPITAL
Homem é preso após invadir residência com carro de luxo furtado
EM ALTA
Barril do petróleo passa de US$ 81 e fecha no maior valor em 4 anos
TRÊS LAGOAS
Homem foge após lançar droga e 14 celulares para dentro de presídio
UEMS
EscolaGov promove curso de Licitação e Contratos em Dourados
EDUCAÇÃO
‘Infâncias, Docência e Educação Infantil’ é tema de Seminário na UFGD
AQUIDAUANA
Homem é preso após invadir casa e abusar de menina de 12 anos
BOATOS
Manuela d'Ávila é ameaçada nas redes sociais após fake news
IMPROBIDADE
Ex-servidor do TJMS é acusado de receber dinheiro para intervir em ação

Mais Lidas

DOURADOS
Adolescente é encontrado baleado na rua e morre no HV
DOURADOS
Justiça mantém flagrante, mas concede liberdade a suspeita de alterar cena do crime
FÁTIMA DO SUL
Acidente envolvendo três veículos mata motociclista na MS-376
VIOLÊNCIA URBANA
Motorista de Uber é assaltada durante corrida em Dourados