Menu
Busca sexta, 20 de abril de 2018
(67) 9860-3221
BANNER CORPAL TOPO SITE

INSS: fraude em aposentadorias também em Deodápolis

06 dezembro 2003 - 08h05

A Polícia Federal e a gerência executiva do INSS (Instituto Nacional de Seguro Social) em Dourados receberam uma nova denúncia anônima de possíveis fraudes nas aposentadorias, desta vez em Deodápolis. De acordo com a denúncia, um vereador de Glória de Dourados estaria usando sua “influência política” para conseguir aposentar dezenas de trabalhadores. O denunciante afirma que alguns funcionários do posto de atendimento do INSS em Deodápolis conhecem e compartilham o esquema.Os beneficiados com a fraude estariam conseguindo a aprovação da aposentadoria através de falsificação nos laudos médicos. As acusações dão conta de que as fichas dos pacientes são alteradas depois da perícia médica e antes de chegar no INSS. Nesse intervalo, os trabalhadores são classificados como “diaristas” ou “bóias-frias”. A denúncia indica também o envolvimento de produtores rurais da região que participam do esquema apenas assinando as declarações como se fossem os empregadores.O denunciante alega que o “trabalho” do vereador já está conhecido até em outros municípios da região, e que muitas pessoas teriam conseguido o benefício mesmo sem morar em Glória de Dourados. A denúncia aponta ainda um “favorecimento político” do vereador, já que alguns trabalhadores estão transferindo os títulos eleitorais para o município em forma de agradecimento pelos “serviços”.Francisco Carlos Silva, gerente executivo do INSS em Dourados e responsável por todas a unidades da região sul, disse estar “surpreso” com as denúncias de possíveis fraudes em Deodápolis e afirmou que vai encaminhar o caso para a ouvidoria do INSS. “Independentemente das investigações da polícia, nós também vamos apurar internamente os fatos”, disse ontem.O delegado federal que preside o inquérito sobre a “máfia” do INSS, Fernando Battaus, está de licença paternidade e só retomará as investigações na semana que vem. O delegado Lásaro Moreira da Silva entrou em férias. No entanto, a polícia já havia anunciado anteriormente, que as investigações devem durar no mínimo seis meses.O inquérito para apurar as fraudes em Dourados foi instaurado na semana passada. A polícia irá investigar todos os pedidos de aposentadoria por invalidez, desde janeiro de 2001. Os federais não revelam os nomes dos supostos fraudadores e alegam que o procedimento é sigiloso. No entanto, a polícia revelou que a fraude estaria sendo cometida por um único grupo, que falsifica declarações e atestados médicos.Fonte:Ginez Cesar

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU
Viviane Araújo renova o bronze em dia de biquíni em resort no Ceará
BR-463
Polícia confirma morte de idoso em ataque de pistoleiros
UFGD
Avaliação e qualidade do ensino será tema de colóquio em Dourados
HABEAS CORPUS
Ministro do STJ envia para o Supremo de recurso do ex-presidente Lula
MEIO AMBIENTE
Fazendeiro é multado em R$ 5 mil por degradação de matas ciliares
DICIONÁRIO
Estudantes criam aplicativo que faz tradução entre o guarani e português
BR-463
Baleado é trazido ao HV e suspeita é de assalto em propriedade rural
DOURADOS
Homem é baleado após troca de tiros na BR-463
SÃO PAULO
Tiroteio durante assalto dentro de ônibus deixa 3 mortos e 4 feridos
TRANSPARÊNCIA
Anatel abre consulta para regulamentar serviços de telemarketing

Mais Lidas

DIREITOS HUMANOS
Esposas de presos denunciam agressões e Comissão vai até a PED
DOURADOS
Filho de apresentadora é preso na rodoviária com dinheiro falso
FORAGIDO
Polícia identifica comparsa do roubo em Ceim de Dourados
ANASTÁCIO
10 ficam feridos após reboque de caminhonete se soltar e atingir van