Menu
Busca domingo, 26 de janeiro de 2020
(67) 9860-3221

Indústria do fumo 'fraudou' consumidor, diz juiz

20 agosto 2006 - 15h18

Uma juíza federal nos Estados Unidos decidiu que várias das principais empresas fabricantes de cigarro são culpadas de conspirar para enganar os consumidores sobre os riscos que o fumo traz à saúde.Em seu veredicto, a juíza Gladys Kessler afirmou que está claro que "fumar causa doenças, sofrimento e morte".Mas as empresas não serão multadas ou forçadas a financiar programas contra o fumo. Elas terão que tomar medidas para impedir futuras fraudes. "Apesar do reconhecimento interno deste fato, publicamente os réus negaram, distorceram e minimizaram os males do fumo por décadas", disse a sentença de Kessler.As empresas terão que publicar anúncios em jornais e na internet com "declarações retificadoras" sobre os efeitos negativos para a saúde e o poder viciante do tabaco e da nicotina, de acordo com a agência de notícias Associated Press.As empresas consideradas responsáveis no caso são Philip Morris, RJ Reynolds, Brown & Williamson, British American Tobacco e Lorillard Tobacco."Acordo de cavalheiros"O julgamento ocorre quase uma década depois que as empresas fabricantes de cigarro concordaram em pagar US$ 246 bilhões para Estados americanos para cobrir custos de assistência médica às pessoas que desenvolveram doenças ligadas ao tabagismo.As empresas citadas negam as acusações de fraude e conspiração originalmente apresentadas pelo governo do presidente Bill Clinton.Mas, durante o julgamento, foi dito no tribunal que elas firmaram um "acordo de cavalheiros" pelo qual não apresentariam outras marcas como mais ou menos prejudiciais aos fumantes em sua competição por mercado.Isso garantiu que as empresas não tivessem que mencionar publicamente os prejuízos causados pelo fumo.Ativistas contra o tabagismo consideraram a decisão judicial uma grande vitória. "Esta conclusão mina a campanha de relações públicas da indústria de (se apresentar como) cidadãos corporativos responsáveis", disse Edward Sweda, advogado do Tobacco Accountability Project dat Universidade Northeastern.Analistas afirmam, contudo, que o resultado do julgamento provavelmente não terá um grande impacto financeiro sobre as empresas. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Mourão inaugura estátua de D. Pedro I em São Paulo
CRIME AMBIENTAL
Paulistano é multado em R$ 21 mil por derrubar mata atlântica em MS
Grupo de Trabalho
Reunião discute combate ao feminicídio em Mato Grosso do Sul
BRASIL
Grupos de estudantes podem agendar visitas às sessões plenárias e das Turmas do STF
ESTADO
MEC aprova 1ª Residência Multiprofissional em Saúde da Família da UEMS
BRASIL
Chuvas em Minas Gerais já fizeram 7 mortos
CONTRABANDO
Casal é preso com mais de R$ 400 mil em relógios e celulares
POLÍTICA INTERNACIONAL
Brasil e Índia assinam acordos em tecnologia, energia e segurança
CAPITAL
Homem é atacado por pitbull em praça quando brincava com os filhos
TRÁFICO DE DROGAS
Cocaína apreendida em Ponta Porã seria levada para Brasília

Mais Lidas

DOAÇÃO
Órgãos captados em Dourados vão salvar vidas em três Estados
DOURADOS
Motociclista bate em caminhão da coleta de lixo e fica em estado gravíssimo
MS
Homem é acusado de colocar sedativo no leite para abusar de enteada
DOURADOS
Designação para escolas e Ceim’s acontece neste sábado