Menu
Busca sábado, 22 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Índio de 4 meses morre e pais culpam demora da Funasa

03 agosto 2006 - 07h13

Uma criança índia de quatro meses, morreu na noite da última segunda-feira no hospital de Sidrolândia. A criança tinha problemas neurológicos e problemas para se alimentar. Os pais e familiares do menino acusam a Funasa (Fundação Nacional de Saúde) de demora no atendimento, conforme reportagem veiculada esta manhã pelo Bom Dia MS, da TV morena. Segundo eles, a criança teria que receber atendimento imediato e ser transferida para Campo Grande. “Se a ambulância tivesse chegado na hora em que pedimos não teria acontecido”, disse o avô da criança. Em Sidrolândia os índios da aldeia Buriti estão em conflito com a Funasa e ocupam a sede do órgão desde segunda-feira passada. Os índios querem que alguém da comunidade coordene o pólo regional da Fundação em Sidrolândia. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Cuidadora é presa após assalto que terminou em morte de médico de 93 anos
TST
Petroleiros fecham acordo com a Petrobras e encerram greve de 20 dias
JARDIM
Armado, homem ameaçava enteada de 8 anos para estuprá-la
UEMS
Mestrado Profissional em Ensino em Saúde abre inscrições em Dourados
ECONOMIA
Associações pedem que Reinaldo revogue aumento do ICMS da gasolina
CAMPO GRANDE
Mulher é presa após xingar idoso e bater na vizinha com mangueira
BATAYPORÃ
Chuva de 90 milímetros coloca cidade de MS em situação de emergência
FOLGA
Bolsonaro passa o carnaval em unidade do Exército no Guarujá
CAPITAL
Major da PM que matou ex-namorado foi agredida e ficou em cárcere
ECONOMIA
Projeto Maracujá Agroecológico começa a dar resultado a produtores

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher ameaça se jogar de torre no Jardim Guaicurus
DOURADOS
Fechamento e promoções levam multidão a fazer fila em hipermercado
DOURADOS
Após negociação, mulher é resgatada de torre no Guaicurus
DOURADOS
Bombeiro usou técnica de rapel para resgatar mulher em torre