Menu
Busca quarta, 19 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Índio assassinado ontem estava com documentos furtados

22 janeiro 2005 - 10h27

O indígena assassinado no final da tarde de ontem, com um golpe de faca no peito, em uma república localizada na rua Onofre Pereira de Matos, no jardim Clímax, em Dourados, identificado anteriormente como sendo Rivelino de Souza, 31 anos, estava na realidade com documentos furtado de outro índio.O fato foi descoberto na manhã de hoje, por Aguilera de Souza, 29 anos, professor, residente na aldeia Jaguapiru, irmão de Rivelino, que compareceu ao Instituto Medico Legal e não reconheceu a vitima como sendo seu irmão.Diante disse o indígena assassinado passa a não ter identificação, cujo corpo continua no IML no aguardo de que alguém possa identificá-lo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TELEVISÃO
Lucas é o quarto eliminado do BBB20, com 62,62% dos votos
NOVA ALVORADA
Homem que apanhou de prefeito é solto após amigos pagarem fiança
POLÍTICA
Câmara decreta ponto facultativo no Carnaval e adianta sessão ordinária
LOTERIA
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 170 milhões nesta quarta-feira
OPORTUNIDADE
Correios realiza leilão de bens e veículos nesta quarta-feira
CAPITAL
Homem é baleado por desafeto ao buscar filho na casa de cuidadora
EDUCAÇÃO
Rede Estadual de Ensino inicia ano letivo de 2020 nesta quarta-feira
DOURADOS
Alunos do Sesi Dourados vão representar MS na “Fórmula 1 in Schools”
TRAGÉDIA
Colisão entre carro e carreta mata três pessoas na MS-276
TEMPO
Quarta-feira de sol com aumento de nebulosidade em Dourados

Mais Lidas

APÓS 9 ANOS
Hipermercado fecha as portas em Dourados no final do mês
DOURADOS
Policial aposentado mata homem e diz ter sido ameaçado com faca
VIOLÊNCIA
Homem é assassinado em frente a padaria em Dourados
FRONTEIRA
Festa termina com aniversariante e convidado assassinados por pistoleiros