Menu
Busca sexta, 21 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Indígenas dizem que não saem de fazendas invadidas

16 janeiro 2004 - 08h34

O juiz da Justiça Federal de Dourados, Odilon Oliveira concedeu, no final da tarde da última quarta-feira, dia 14 de janeiro, liminar de reintegração de posse aos proprietários das áreas ocupadas por cerca de mil índios da etnia Guarani no município de Japorã, mas os indígenas prometem resistir e não deixar as áreas.As invasões de propriedades da região tiveram início no dia 22 do mês passado, quando mais de mil índios, a maioria vinda da Aldeia Porto Lindo em Japorã, invadiram a Fazenda São Jorge, antiga Agrolak. De lá para cá foram sucessivas invasões até os índios ocuparem cerca de oito propriedades, todas dentro de uma área de 7.861 hectares, que teria sido território indígena no passado, segundo estudos antropológicos e hoje está sendo reivindicada de volta pelos Guaranis.A Fundação Nacional do Índio, Funai, foi notificada, oficialmente sobre a decisão judicial na manhã de ontem, e o diretor regional do órgão em Amambai, Willian Rodrigues, acompanhado do procurador da Funai, Luiz Carlos Cezar Azambuja, se deslocaram para Dourados com o objetivo de buscar uma prorrogação do prazo para a desocupação da área, que foi estipulado em três duas úteis, a partir da notificação que se expirará na próxima segunda-feira, dia 19, e acarretará em multa diária de 2 mil reais para a Funai, caso a determinação judicial não seja cumprida dentro do prazo estipulado pela justiça.Os indígenas foram informados sobre a decisão judicial que devolve a posse das fazendas invadidas aos proprietários legais, perante o Estado, através do Procurador Geral da República, Ramiro Rockembach da Silva e ficaram bastante revoltados com a decisão da justiça, inclusive ameaçando soltar as 2,5 mil cabeças de gado existente da Fazenda São Jorge nos corredores como forma de protesto.O Ministério Público Federal e a Funai vão recorrer da decisão judicial, segundo informações do procuirador da República Ramiro Rockembach e do diretor da Funai em Amambai Willian Rodrigues.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Troco Solidário Abevê repassa valor a instituição
Saúde e Bem-estar
Unimed Dourados renova com a Sanesul e Sicredi Centro-Sul MS
NEGÓCIOS & CIA
Certificado Digital Agiliza: a abertura e gestão de empresas
TRÁFICO
Homem é preso com cocaína em fundo falso de veículo
EDUCAÇÃO
Prefeitura de Dourados começa a receber os kits escolares
APARECIDA DO TABOADO
Condenado por homicídio deve cumprir mais de 9 anos de reclusão
OLHO DE THUNDERA
Cocaína ‘Thundercats’ é apreendida em ônibus na fronteira
GOL DO BRASIL
Projeto da CBF vai atender mais de 200 indígenas em Dourados
NAVIRAÍ
Agente penitenciário é preso por passar celular e drogas a presos
BRASIL
Confiança do comércio sobe 1,7 ponto em fevereiro

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher ameaça se jogar de torre no Jardim Guaicurus
DOURADOS
Júri termina com réu condenado a 15 anos por matar desafeto em 2018
DOURADOS
Fechamento e promoções levam multidão a fazer fila em hipermercado
DOURADOS
Polícia vai ao Guaicurus e prende condenado por pedofilia