Menu
Busca sábado, 18 de janeiro de 2020
(67) 9860-3221

Iagro libera entrada de aves e ovos do RS

11 agosto 2006 - 11h00

Portaria da Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal) libera a entrada de aves de até um dia, ovos férteis e matrizes recriadas de até 24 semanas, para composição de plantel, oriundos do Rio Grande do Sul, que no mês passado confirmou um foco de Newcastle. No dia 10 de julho a entrada destes produtos no Estado foi totalmente vetada. No dia 13 de julho permitida a passagem pelo Estado, desde que em caminhões lacrados e com destino a outros Estados.A Iagro leva em conta, para a liberação parcial, as medidas adotadas pelas autoridades sanitárias do Rio Grande do Sul para erradicação do foco da doença e a importância da atividade avícola de Mato Grosso do Sul. Além disso, considera que a doença ocorreu em aves de subsistência, no Estado gaúcho.Outro fator que pesa é acordo que vem sendo traçado entre os dois estados de permuta entre produtos que tiveram restrições por problemas sanitários. Segundo o diretor-presidente da Iagro, João Cavalléro, técnicos do Rio Grande do Sul devem estar no Estado até o dia 19 para verificar as condições sanitárias do rebanho bovino de Mato Grosso do Sul. A perspectiva é que o Rio Grande do Sul volte a comprar os produtos da pecuária do Estado.Quanto à portaria assinada ontem, as aves de um dia só poderão ingressar no Estado acompanhadas de GTA (Guia de Trânsito Animal), emitida por médico veterinário oficial ou credenciado. Também devem ter procedência específica: de granjas de bisavós, importadoras, exportadoras, produtoras de ovos férteis e aves de um dia para produção de avós; para produção de matrizes; granjas de matrizes produtoras de ovos férteis e aves de um dia para produção de aves comerciais, matrizes recriadas de até 24 semanas e estabelecimentos que sejam livres de doenças. As matrizes de até 24 semanas para composição de plantel terão de ter além da GTA amostragem sorológica com resultado negativo para Newcastle. Fica proibida a entrada de produtos e subprodutos avícolas de todo o Rio Grande do Sul e ovos férteis e aves vivas provenientes de propriedades localizadas em um raio de 10 km ao redor do foco, conforme relação divulgada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BATAGUASSU
Carregada com fertilizante, carreta tomba na rodovia BR-267
POLÍTICA
José Paulo Martins vai assumir interinamente Secretaria da Cultura
DOIS IRMÃOS DO BURITI
Mulher é presa em rodoviária após fugir de hotel sem pagar conta
FILAS
Ministério Público quer barrar contratação de militares pelo INSS
RURAL
Semagro discute com setor produtivo criação do fundo agropecuário
SAÚDE
Anvisa interdita todas as marcas de cerveja Backer vendidas no país
RIBAS DO RIO PARDO
Malote com mais de R$ 37 mil de lotérica é roubado por dupla em moto
ECONOMIA
Feriados em dias úteis podem gerar perda de R$ 20 bilhões este ano
CORUMBÁ
Polícia pede prisão preventiva de pai que estuprou criança e ainda filmou
INTERNACIONAL
Bolsonaro deve assinar de 10 a 12 acordos comerciais em viagem à Índia

Mais Lidas

CAPITAL
Veterinária deixa motel em surto e morre embaixo de caminhão
DOURADOS
Homem é preso por destruir celular em operação deflagrada para esclarecer homicídio
DOURADOS
'Rua do medo' tem dois entregadores assaltados em 10 dias
TRÁFICO
Polícia flagra esquema de venda de droga no cartão em Dourados