Menu
Busca sexta, 21 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Homem se mata para defender aplicação da eutanásia

30 janeiro 2005 - 07h37

Um doente terminal de 78 anos se matou no Canadá, depois de se reunir com dezenas de amigos e familiares em um restaurante para um jantar de despedida, no qual frisou que seu ato era uma forte e pública campanha sobre a modificação das leis de suicídios assistidos ou eutanásia. Marcel Tremblay, que padecia de uma fibrose pulmonar, doença que debilita os pulmões, se matou colocando um saco plástico cheio de gás hélio na cabeça, anunciou a cadeia de televisão americana CBS. O homem comeu uma suculenta refeição e tomou duas cervejas acompanhado de dezenas de amigos e familiares antes de retornar para sua casa e tirar sua própria vida, informou a televisão. Tremblay disse aos jornalistas na sexta-feira, horas antes de se suicidar, que queria fazer um gesto em honra aos doentes terminais, proibidos que seus familiares os ajudem a dar um ponto final em suas vidas. "Creio fervorosamente que a lei deveria ser modificada para ajudar aqueles que não podem fazer o que eu estou fazendo", disse.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DEFESA
Major que atirou na cabeça do ex-namorado tinha medida protetiva
OPERAÇÃO LOBO GUARÁ
UEMS é selecionada para participar do Projeto Rondon em 2020
CAPITAL
Diarista cai em buraco na calçada, machuca perna e fica sem trabalhar
STF
Ex-sócio da Telexfree é preso pela PF e pode ser extraditado aos EUA
TRÊS LAGOAS
Técnico de enfermagem apanha em UPA e aciona a polícia
SAÚDE
Brasil monitora apenas um caso suspeito do novo coronavírus
NAVIRAÍ
Por dinheiro, policial facilitava entrada de celulares e droga em presídio
POLÍTICA
Nelsinho Trad oficializa pedido para reativar Parlamento Amazônico
CAMPO GRANDE
Durante discussão, major da PM atira contra o ex-namorado
TENTATIVA
Petroleiros suspendem greve após 20 dias para negociar acordo

Mais Lidas

APÓS 9 ANOS
Hipermercado fecha as portas em Dourados no final do mês
DOURADOS
Policial aposentado mata homem e diz ter sido ameaçado com faca
VIOLÊNCIA
Homem é assassinado em frente a padaria em Dourados
DOURADOS
Júri termina com réu condenado a 15 anos por matar desafeto em 2018