Menu
Busca quinta, 19 de setembro de 2019
(67) 9860-3221

Homem ateia fogo na mulher e sogra em SP

20 dezembro 2003 - 16h31

Um homem ateou fogo na mulher e na sogra em Igarapava (448 km de São Paulo), por volta das 4h de hoje. As duas sofreram queimaduras de segundo grau. Segundo a polícia, o crime foi passional.O funcionário público Clóvis Potente Júnior, 27, disse, em depoimento, que sua sogra e sua cunhada contaram a ele que estava sendo traído pela mulher. Ele afirmou que, quando pediu explicações, a mãe, Vanda Carvalho Potente, 49, e a mulher, Daiana Susimara Alves Potente, 22, o insultaram.Na noite de ontem, Potente Júnior saiu de casa e voltou de madrugada, embriagado. De acordo com seu relato, ele jogou álcool no corpo das duas, que estavam deitadas, e ateou fogo. Potente Júnior disse que não sabe porque cometeu o crime. Arrependido, ele socorreu as vítimas e as levou até a Santa Casa de Igarapava. Ali, também foi medicado _sofreu queimaduras leves nas mãos_ e recebeu voz de prisão dos policiais.Apenas a mãe, que continua internada, conseguiu falar com a polícia. Segundo seu depoimento, ela estava dormindo e acordou com o corpo em chamas e o filho gritando. A mulher de Potente Júnior está em estado grave e foi transferida para a Santa Casa de Ituverava.O funcionário público foi preso em flagrante por dupla tentativa de homicídio e levado para a Cadeia Pública de Igarapava. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU
Irmã de Luan Santana posa de biquíni e recebe elogios: 'obra de arte'
ANGÉLICA
Jovem é preso por levar pistola de uso restrito para escola e ameaçar alunos
DOURADOS
Praça Antonio João terá mobilização pela Semana da Árvore no sábado
RIO GRANDE DO SUL
Justiça condena União a indenizar professora perseguida na ditadura
MEIO AMBIENTE
Jaguatirica capturada ferida em pousada é lavada para reabilitação
MIRANDA
Pecuarista é multado em R$ 17 mil por desmatamento em área protegida
ESTADOS UNIDOS
Bolsonaro viajará para assembleia da ONU em NY, diz porta-voz
CRIME AMBIENTAL
Construtor é autuado por caça e pesca predatórias e porte de arma
STJ
INSS deve pagar por afastamento de vítima de violência doméstica
CAPITAL
Gerente desvia R$1,2 milhão e compra casa em condomínio de luxo

Mais Lidas

DOURADOS
De assaltante frustrado a autor de furto, jovem agora é apontado como assassino frio e cruel
DOURADOS
“Terror”: Empresário foi agredido e ameaçado de morte durante roubo de joias
CRIME BRUTAL
Após matar pai e filho, assassino arrancou cérebro de menor e manteve fogo aceso para queimar corpos
DOURADOS
Interno foge da PED durante trabalho de manutenção