Menu
Busca Quinta, 23 de Novembro de 2017
(67) 9860-3221

Hidrovia do Paraguai terá monitoramento ambiental

12 Dezembro 2003 - 17h09

A modernização da Hidrovia do Paraguai será implementada a partir de 2004, com uma nova logística de transporte e infra-estrutura, mas não implicará em obras de engenharia, afirmou hoje o superintendente da Ahipar, estatal que administra a via, Fermiano Yarzon. O incremento ao transporte fluvial, conforme garantiu, virá com respeito ao meio ambiente."Vamos promover o desenvolvimento sustentável. Este é o discurso do nosso presidente da República e do governador Zeca do PT, homens ligados à questão ambiental", disse Yarzon. "A hidrovia será potencializada para ser efetivamente o eixo do desenvolvimento sócio-econômico do Mercosul. Isso implica no monitoramento ambierntal", assegurou.A Ahipar (Administração da Hidrovia do Paraguai), com sede em Corumbá, já apresentou ao Ministério dos Transportes um plano de trabalho para 2004/2007, onde prevê a reabertura do porto de Ladário, desativado há cinco anos, a implantação da carta eletrônico, que permitirá navegar ininterrupta em águas brasileiras, melhoria da sinalização e dragagem em pontos críticos.Yarzon disse que as perspectivas para a hidrovia são positivas e Mato Grosso do Sul saiu na frente com a instalação do porto de Porto Murtinho, numa parceria entre o governo do Estado e a iniciativa privada. "O transporte fluvial é prioridade do governo federal, isto está claro, e a nova fase da hidrovia virá num momento certo, quando também se discute a reativação da ferrovia (Novoeste)", destacou.Nova posturaAs explanações do superintendente da Ahipar foram feitas durante a reunião do comitê de vias navegáveis da Associação Brasileira das Entidades Portuárias (ABEP), realizada ontem (12) em Corumbá. Participaram do encontro os superintendentes das oito estatais que administram as hidrovias brasileiras, além do Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes (Dnit).O comitê de vias navegáveis da ABEP é presidido pelo superintendente da Administração das Hidrovias do Nordeste (Ahinor), José Oscar Frasão, e se reúne trimestralmente para discutir políticas para o setor e integração do sistema intermodal. A reunião de Corumbá tratou, principalmente, do novo gerenciamento para as hidrovias e questões burocráticas ainda pendentes com o Dnit.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAUUU!!!
Dani Suzuki curte surf trip entre amigas e mostra corpo escultural
GUERRA AO AEDES
Governador destaca queda de 92% nos casos de dengue, mas ainda alerta sobre o combate
POLÍTICA
Rosalin vê frustração, mas não desmerece auxílio financeiro pela metade
TV CULTURA
Fórum quer “comercializar“ mais de 120 mil horas do acervo das Emissoras Públicas Brasileiras
MS
IFMS propõe oferta de cursos a distância a prefeitos
CONSUMIDOR
Comissão aprova obrigatoriedade de carro reserva em caso de demora no conserto
CAMPO GRANDE
Júri de acusado de matar segurança será realizado amanhã com transmissão simultânea
ECONOMIA
Dólar fecha em queda, de olho em reforma da Previdência
Dólar fecha em queda, de olho em reforma da Previdência
BRASIL
Cinemas comerciais devem garantir acessibilidade até novembro de 2018
OPORTUNIDADE
TCE abre inscrições para curso direcionado aos profissionais do SUS

Mais Lidas

DOURADOS
Ação termina com 6 presos e R$ 3,5 milhões apreendidos
CANAÃ I
Homem é preso com mais de 100 porções de pasta base
DNA
PF faz ação contra o tráfico em Dourados e cidade vizinha
TRÁFICO
Douradense é preso com mais de 150kg de pasta base no RS