Menu
Busca segunda, 22 de outubro de 2018
(67) 9860-3221

Governo de MS leiloa 206 terrenos nesta quarta-feira

01 agosto 2006 - 07h01

O governo de Mato Grosso do Sul, por meio da Secretaria de Estado de Gestão Pública (Seges), faz amanhã, a partir das 9 horas, no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo, na Capital, o leilão público de 206 terrenos localizados em 29 municípios de Mato Grosso do Sul. Os imóveis, adjudicados por execução fiscal, estão descritos com os dados principais na edição de 6 de julho do Diário Oficial do Estado. O leilão será por meio da modalidade de maior lance, permitindo a participação de pessoas físicas e jurídicas, desde que anteriormente credenciadas para a licitação. O credenciamento poderá ser feito através do preenchimento de um termo, cujo modelo consta no edital do processo. O termo de credenciamento deverá ser entregue e analisado pela comissão organizadora antes do início do leilão. Não podem participar do leilão integrantes de qualquer setor da administração direta, autárquica ou fundacional, bem como integrantes da Comissão de Licitação. Também estão impedidos de participar da licitação pessoas físicas ou jurídicas que estejam cumprindo penalidades de suspenção temporária pela administração ou que sejam consideradas inidôneas em qualquer setor de governo. As propostas impedidas poderão ser desclassificadas em qualquer fase do processo licitatório. Os lotes, avaliados por técnicos do governo, variam de R$ 900,00 a R$ 106 mil. Entre os imóveis há um terreno em Campo Grande, no bairro Carandá Bosque, avaliado em R$ 45 mil. É o mais caro da Capital. No momento da licitação serão apresentados laudos referentes à situação do imóvel, como detalhamento de dívidas de impostos (se houver) e suas condições físicas. Serão admitidas propostas para pagamento à vista durante a licitação ou no arremate. Os lances serão ofertados verbalmente, respeitando o valor mínimo estabelecido. Nesse caso, o vencedor paga 5% do valor definido pelo imóvel no ato, a título de sinal, e 50% em 48 horas. O saldo restante deverá ser quitado em 10 dias úteis, devendo ser recolhido ao Tesouro do Estado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

RURAL
Produtores de MS já plantaram mais da metade da nova safra de soja
PARAGUAI
Homem sofre atentado a tiros e morre a caminho do hospital
PRÁTICA ABUSIVA
Tim é multada em R$ 50 milhões por "derrubada" de chamadas
EDUCAÇÃO
Professor apresenta projetos de pesquisa da UEMS em Nova York
IMBRÓGLIO
O que se sabe sobre a troca de tiros entre policiais de Minas e São Paulo
UFGD
Estudantes de Artes Cênicas convidam para 1ª Mostra NAC
CONCURSO
Marinha abre inscrições para cerca de 400 vagas a oficiais temporários
SÃO PAULO
Correios iniciam projeto para emissão de carteira de trabalho
RIO BRILHANTE
Gestante que matou ex-namorado com facada é liberada pela Justiça
PATOLOGIA CERVICAL
HU de Dourados lança programa para reduzir fila de espera

Mais Lidas

OPERAÇÃO SATURAÇÃO
Megaoperação cumpre dezenas de mandados de prisão em Dourados
RIO BRILHANTE
Caminhonete invade pista, bate em motocicleta e mata casal
CANAÃ
Órgãos de segurança fecham festa organizada através do WhatsApp
DOURADOS
Ação contou com apoio de 4 delegacias da Capital e cumpriu mais de 40 mandados de prisão