Menu
Busca terça, 19 de fevereiro de 2019
(67) 9860-3221

Governo de MS leiloa 206 terrenos nesta quarta-feira

01 agosto 2006 - 07h01

O governo de Mato Grosso do Sul, por meio da Secretaria de Estado de Gestão Pública (Seges), faz amanhã, a partir das 9 horas, no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo, na Capital, o leilão público de 206 terrenos localizados em 29 municípios de Mato Grosso do Sul. Os imóveis, adjudicados por execução fiscal, estão descritos com os dados principais na edição de 6 de julho do Diário Oficial do Estado. O leilão será por meio da modalidade de maior lance, permitindo a participação de pessoas físicas e jurídicas, desde que anteriormente credenciadas para a licitação. O credenciamento poderá ser feito através do preenchimento de um termo, cujo modelo consta no edital do processo. O termo de credenciamento deverá ser entregue e analisado pela comissão organizadora antes do início do leilão. Não podem participar do leilão integrantes de qualquer setor da administração direta, autárquica ou fundacional, bem como integrantes da Comissão de Licitação. Também estão impedidos de participar da licitação pessoas físicas ou jurídicas que estejam cumprindo penalidades de suspenção temporária pela administração ou que sejam consideradas inidôneas em qualquer setor de governo. As propostas impedidas poderão ser desclassificadas em qualquer fase do processo licitatório. Os lotes, avaliados por técnicos do governo, variam de R$ 900,00 a R$ 106 mil. Entre os imóveis há um terreno em Campo Grande, no bairro Carandá Bosque, avaliado em R$ 45 mil. É o mais caro da Capital. No momento da licitação serão apresentados laudos referentes à situação do imóvel, como detalhamento de dívidas de impostos (se houver) e suas condições físicas. Serão admitidas propostas para pagamento à vista durante a licitação ou no arremate. Os lances serão ofertados verbalmente, respeitando o valor mínimo estabelecido. Nesse caso, o vencedor paga 5% do valor definido pelo imóvel no ato, a título de sinal, e 50% em 48 horas. O saldo restante deverá ser quitado em 10 dias úteis, devendo ser recolhido ao Tesouro do Estado.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPERAÇÃO FANTOCHE
Alvo da PF, Fiems diz que federais buscavam informações sobre contratos entre 2010 e 2013
SAÚDE
SUS oferece atendimento gratuito às pessoas que sofrem com alcoolismo
CHEIRO DE POLÊMICA?!
Zé Loreto é criticado por suposto caso com Marina Ruy Barbosa
DOURADOS
Promotores vão à Câmara entregar documentos de investigação contra vereadores
CORONEL SAPUCAIA
Ação conjunta prende dupla e apreende menor suspeito de roubo
DOURADOS
"Lata de sardinha": universitários sofrem com ônibus lotados para chegar até Universidades
AÇÃO DA PF
Apresentação realizada na Capital deu nome à Operação da PF
ARTIGO
A difícil arte de ser honesto
PREVENÇÃO
SES ressalta sobre cuidados para prevenir dengue
CRIME EM 10 DE FEVEREIRO
Acusados de matar jovem a facadas em Dourados se apresentam à polícia

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Motociclista atropela, mata criança de 1 ano em Dourados e foge do local
DOURADOS
Motorista tenta desviar de outro veículo e bate carro em árvore
NOVA ANDRADINA
Mãe de 16 anos mata filha de apenas 21 dias
DOURADOS
Um ano após pedido de demissão, ex-secretário de Délia retorna à prefeitura