Menu
Busca quarta, 19 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Governador convoca reunião para tratar de questões indígenas

25 janeiro 2005 - 17h30

O governador Zeca do PT reassumiu hoje o cargo, após 15 dias de licença, e ao tomar ciência dos fatos relacionados à desnutrição infantil nas aldeias de Dourados decidiu convocar todos os agentes envolvidos na questão para uma reunião, na próxima segunda-feira, a fim de discutir encaminhamento de soluções definitivas ao problema. Zeca ressaltou que o Estado vai tratar o assunto “com a atenção e o cuidado que merece ser tratado”, assim como fez o vice-governador Egon Krakhecke, no exercício da governadoria, no episódio da crise que paralisou a Santa Casa de Campo Grande.
 “Tanto a Santa Casa como a questão indígena não são de responsabilidade direta do Estado. Mas é evidente que não ficaremos alheios aos problemas. Por um gesto de solidariedade e em respeito à sociedade vamos ver como, efetivamente, podemos ajudar.”
 Serão convidados à reunião de segunda-feira, no gabinete da Governadoria, representantes da Funai (Fundação Nacional do Índio), Funasa (Fundação Nacional de Saúde), Idaterra (Instituto de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural), Ministério Público, Secretaria de Saúde e Prefeitura de Dourados.
A idéia do governador é desenvolver ações articuladas envolvendo todos esses agentes com o objetivo de identificar as causas do problema de desnutrição nas aldeias e a melhor maneira de reverter a situação. Zeca lembrou que o governo do Estado distribui, mensalmente, cestas de alimentos através do Programa Segurança Alimentar para as famílias indígenas, acampados, quilombolas e favelados, além de outras medidas em apoio à produção de alimentos nas aldeias que fizeram reduzir de forma drástica o índice de desnutrição infantil nas aldeias, caindo de 140 óbitos por grupo de mil nascidos vivos em 1999 para pouco mais de 40 em 2002 e 2003.
No ano passado o índice voltou a subir, ficando acima de 60 óbitos por mil nascimentos, conforme dados da Funasa. O governador Zeca do PT sugere que o problema pode ter raízes culturais: “Sabemos que na cultura indígena, primeiro os adultos se alimentam e depois, se sobrar, as crianças.” Técnicos da Funasa, em declarações à imprensa de Dourados, observam que a desinformação também pode estar por traz dos vários casos de desnutrição. Eles citam casos em que as mães alimentavam os filhos apenas com pão e água doce.
Na agenda do governador Zeca do PT para os próximos dias figura ainda outro assunto relacionado aos índios: o conflito pela posse da terra na região conhecida por Cerro Marangatu, no município de Antônio João. Índios guarani-caiuá-ñandeva reivindicam a demarcação da reserva, que já foi reconhecida por antropólogos da Funai como terra indígena e aguarda o ato de desapropriação pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Sobre o curto período de interinidade de Egon Krakhecke, Zeca afirmou estar muito contente com o resultado do trabalho desenvolvido. Ele citou a atuação firme de Egon na condução dos entendimentos que resultaram na intervenção junto à Santa Casa de Campo Grande e retomada do atendimento ao público.
Zeca disse que acompanhou pela Internet todas as notícias relacionadas ao caso e todos os atos do governo. “Esse problema não podia mais ser empurrado com a barriga”, concluiu.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AQUIDAUANA
Falso delegado envia nudes e ameaça ‘infernizar’ vida de menina de 13 anos
LOTERIA
Confira as dezenas da Mega-Sena, que deve paga R$ 170 milhões
PROPOSTA
Projeto de lei prevê afixação de cartazes educativos sobre adoção
PUNIÇÃO
Idoso que atirou em morador de rua é exonerado da Assembleia Legislativa
BENEFÍCIO
UEMS abre inscrições de 770 auxílios para acadêmicos da graduação
CINEMA
Morre em São Paulo aos 83 anos José Mojica Marins, o Zé do Caixão
EMPREGO
Comarca de Mundo Novo realiza processo seletivo de estagiários
DOURADOS
Ladrão leva carro de autoescola e o abandona na Cachoeirinha
COTAÇÃO
Dólar renova recorde e fecha a R$ 4,36
DOURADOS
Polícia vai ao Guaicurus e prende condenado por pedofilia

Mais Lidas

APÓS 9 ANOS
Hipermercado fecha as portas em Dourados no final do mês
DOURADOS
Policial aposentado mata homem e diz ter sido ameaçado com faca
VIOLÊNCIA
Homem é assassinado em frente a padaria em Dourados
DOURADOS
Júri termina com réu condenado a 15 anos por matar desafeto em 2018