Menu
Busca domingo, 05 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Gino diz que produtor não suporta mais pagar impostos

27 janeiro 2005 - 15h25

“O produtor rural não suporta mais pagar impostos. Enquanto o poder público nada faz para baratear os custos da produção, agora estamos assistindo, mais uma vez, o aumento da carga tributária sobre o agronegócio”, protestou o presidente do Sindicato Rural de Dourados, Gino José Ferreira, diante da entrada em vigor, prevista para segunda-feira, da Medida Provisória 232, que taxará a produção agropecuária. A MP, editada pelo presidente Lula no final de dezembro, irá cobrar 1,5%, à título de Imposto de Renda, sobre todas as vendas de produtos rurais em transações superiores a R$ 1.164. “Nem os produtores familiares vão escapar desta medida que penalizará toda a cadeia produtiva rural. Um verdadeiro absurdo”, alertou o dirigente. De acordo com Gino Ferreira, a MP 232 “chega numa hora imprópria, principalmente para os agricultores, que estão vendo o preço da soja cada vez mais achatado e com a certeza de que a safra estará ainda menor, falando-se em R$ 24 a saca. A cobrança do imposto será mais uma sangria na renda daqueles que põem o alimento na mesa de cada brasileiro”. Além dos tributos normais, o produtor rural paga o Imposto de Renda anual, Funrural e o Fundersul, além de contribuições. Com a MP 232, “vamos assistir a mais uma tributação sobre um setor da economia que está sufocado

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Homem agride gestante e é assassinado a pauladas em favela
CAMPO GRANDE
Imasul mantém fechado Parque das Nações e Unidades de Conservação Estaduais
PANDEMIA
Apenas Acre e Tocantins não registram mortes por Covid-19 no Brasil
NOVA ANDRADINA
Três homens são presos transportando drogas do MS para Belo Horizonte
PANDEMIA
Brasil ultrapassa marca de 10 mil casos de covid-19
NAVIRAÍ
Líderes religiosos se reúnem para pedir fé a população durante a pandemia
CAMPO GRANDE
PM realiza ações de prevenção ao COVID-19 com limpeza e desinfecção de pelotões
ECONOMIA
Programa para financiar salários de pequenas e médias empresas é criado e aguarda regulamentação
ÁGUA CLARA
Dois jovens são presos por infringir o toque de recolher em MS
CORUMBÁ
Operação de repatriação dos brasileiros vindos da Bolívia tem reforço de helicóptero em MS

Mais Lidas

CORONAVÍRUS
Dourados registra mais dois casos de Covid-19 e MS tem 60 confirmações
ISOLAMENTO
Em 24 horas, apenas uma cidade de MS aparece vermelha no monitoramento do Governo
CORONAVÍRUS
Durante fiscalização, Guarda prende nove pessoas e notifica 60 comércios em Dourados
SUMIÇO
Família procura por jovem que está desaparecida desde a última quarta-feira