Menu
Busca terça, 23 de outubro de 2018
(67) 9860-3221

Gaeco prende empresários por lavagem de dinheiro e sonegação

09 dezembro 2003 - 13h58

O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) prendeu esta manhã em Campo Grande os empresários Neri Sucolotti e o filho dele Neri Júnior Sucolotti, além dos funcionários do grupo Valdir Miotto e Elton José Seco. Eles são acusados dos crimes de lavagem de dinheiro, sonegação fiscal e formação de quadrilha.A família Sucolotti é proprietária do Posto de Combustíveis Ideal, localizado no macro-anel rodoviário e da empresa Iveco, situada na avenida Costa e Silva, saída para São Paulo. De acordo com o grupo, investigações referentes à máfia dos combustíveis apontaram as irregularidades.O Gaeco informou que eles foram presos em cumprimento a mandados judiciais expedidos pela 3ª Vara Criminal de Campo Grande. Pai e filho foram presos na empresa Iveco, enquanto Miotto e Seco estavam no Posto Ideal quando foram flagrados pelo grupo. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU
Mariana Rios posa toda sexy de topless e com ursinho de pelúcia
DECRETO DOS PORTOS
STF mantém indiciamento de Temer por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa
JUSTIÇA
Juiz determina tratamento psiquiátrico para motorista embriagado
INOVAÇÃO
Alunos da Escola do Sesi de Dourados criam locadora de produtos
SIDROLÂNDIA
Pego com a mão na massa: moradora flagra homem se masturbando
MS
Abertas inscrições para mais de 1.800 vagas em concursos públicos
SIDROLÂNDIA
Motorista é preso com 194 quilos de maconha na rodovia MS-162
SUPOSTO CORONEL
Supremo manda PGR investigar ataques a Rosa Weber em vídeo
STJ
Justiça autoriza soltura de advogado preso junto com André Puccinelli
PESQUISA
Ibope para presidente, votos válidos: Bolsonaro, 57%; Haddad, 43%

Mais Lidas

RODOVIA
Ônibus que saiu de Dourados pega fogo na BR-163; veja vídeo
OPERAÇÃO SATURAÇÃO
Megaoperação cumpre dezenas de mandados de prisão em Dourados
DOURADOS
Ação contou com apoio de 4 delegacias da Capital e cumpriu mais de 40 mandados de prisão
DOURADOS
Indígena é espancado por 14 presos em cela do 1º DP e morre