Menu
Busca quinta, 27 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Funai diz que não consegue negociar com índios de Japorã

23 dezembro 2003 - 11h57

O chefe de patrimônio da Funai (Fundação Nacional do Índio) da cidade de Amambaí, Cleomar Vaz Machado, disse  que o órgão não está conseguindo negociar com os índios que invadiram a fazenda Acrolac, de propriedade de Pedro Fernandes, em Japorã. “Não concordamos com esse tipo de atitude, mas os índios garantiram que não vão deixar a área”, argumenta. Segundo Machado, o grupo formado por cerca de mil índios da aldeia Porto Lindo, está pintado para guerra e deve dar continuidade as invasões de fazendas na região. Eles reivindicam uma área de pelo menos 9.461 hectares. “Isso implica na invasão de pelo menos cinco fazendas”, comenta. Na semana passada, eles interditaram a MS-299, no trecho entre as cidades de Japorã e Iguatemi. Ontem, eles decidiram ocupar a fazenda. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

SANEAMENTO
Sanesul executa obras de esgotamento sanitário em Antônio João
TRÊS LAGOAS
Motorista fica preso nas ferragens após colisão entre caminhões na BR-262
MEIO AMBIENTE
Bachelet critica 'retrocessos significativos' na política ambiental no Brasil
NA FRONTEIRA
Moradora de rua tem parte do corpo queimado em incêndio criminoso
INFECÇÃO VIRAL
Casos suspeitos de coronavírus no Brasil saltam de 20 para 132, diz governo
MAIS DE 30KG
Maconha que seria entregue no Paraná é apreendido em Caarapó
LOTERIA
Veja os números sorteados na Mega-Sena; prêmio é de 200 milhões
CAPITAL
Polícia investiga estupro de mulher em terreno baldio
ECONOMIA
Reabertura dos EUA para carne brasileira é oportunidade para MS
PONTA PORÃ
Homem é executado com tiros de metralhadora na fronteira

Mais Lidas

MULTIDÃO
Carnaval na praça central de Dourados termina em ‘confusão e sujeira’
DOURADOS
Mulher tenta sair de mercado com quase R$ 700 em compras sem pagar
INVESTIGAÇÃO
Ex-prefeito de Amambai foi morto após discussão por desacordo trabalhista
PONTA PORÃ
Estado monitora caso suspeito de Coronavírus na fronteira