Menu
Busca sexta, 28 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Formado o primeiro motoclube feminino de Mato Grosso do Sul

15 janeiro 2004 - 13h51

Se a paixão pelo motociclismo tem relação com o gosto da liberdade, elas querem estar `Sempre Livres’. `Elas’ são empresárias de segmentos ligados ao mundo feminino e escolheram o nome Sempre Livre para denominar o primeiro motoclube formado exclusivamente por mulheres de MS. Criado recentemente, o grupo vai se lançar oficialmente no 7º International Moto Road, que acontece de 11 a 15 de fevereiro, no Parque de Exposições Laucídio Coelho. Constituído atualmente por nove integrantes, de um máximo de 15 estipulado para o grupo, o Sempre Livre engatinha em seus passos, mas é formado por veteranas da estrada. “A maioria anda de moto há muito tempo”, conta a presidente, Beth Goulart. Beth foi por quase um ano a única mulher entre os 20 integrantes do Sem Destino, tradicional motoclube de Campo Grande. Com a saída do irmão, colocou em prática a idéia de formar um grupo feminino. Feminino, sim, guardadas as mesmas características da formação masculina de associações do gênero. “As integrantes da equipe precisam tem motocicletas custom a partir de 250 cilindradas”, declara a presidente. Bem dosada dentro do estilo motociclista, que, às vezes, passa a impressão de bruto, a feminilidade aparece na cor escolhida para a logomarca do Sempre Livre e é coerente no tom: pink ou rosa choque. O colorido vai aparecer nas camisetas, logomarca e bandeira do grupo, material que está sendo preparado especialmente para o Moto Road. A independência do grupo em relação aos homens não feriu suscetibilidades entre os antigos companheiros. “Eles dão a maior força. Por todos os lugares por onde passamos, mandam beijos e estão curiosos para ver o grupo formado”, conta Beth. Da mesma forma que os motoclubes masculinos têm um ponto de encontro na capital, uma árvore nos altos da avenida Afonso Pena, o Sempre Livre já escolheu o seu. Na mesma avenida, um pouco mais acima, outra árvore dará suporte ao encontro das integrantes. O ponto foi oficializado bem ao estilo delas: com champanhe. E como o motociclista mantém um relacionamento próximo com a estrada, o Sempre Livre se organiza para a primeira viagem oficial do grupo, que deverá passar o Carnaval em Bonito. “Somos aventureiras, mas não inexperientes. A família segue junto, no carro de apoio”, conta Beth.Proprietária de uma agência de modelos, a empresária Irene Hoffmann conta que a formação do motoclube não elimina as individualidades, naturias no mundo feminino e valorizadas na formação do grupo. “Somos diferentes umas das outras, unidas pela afinidade de gostar da vida em duas rodas e a liberdade que ela nos proporciona”, definiu.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

SÃO CONRADO
Identificado homem morto a pauladas e polícia busca suspeito
BRASIL
Governo prorroga prazo para aplicação da nova carteira de identidade
CAMPO GRANDE
Polícia prende bando que furtou condomínio e acha joias já derretidas
ENERGIA
Bandeira tarifária segue verde em março; conta não terá cobrança extra
CAPITAL
Empresário perde R$ 500 mil ao repassar ouro e diamantes a golpistas
COMBUSTÍVEIS
Petrobras reduz preço da gasolina em 4% e do diesel em 5% nas refinarias
BODOQUENA
Bebê e mãe morrem após o parto e secretarias de saúde apuram negligência
FUTEBOL
CBF divulga tabela da Série B; Cruzeiro estreia contra o Botafogo-SP
IMPOSTO DE RENDA
Acesso ao Informe de Rendimentos já está disponível aos servidores estaduais
AVIAÇÃO CIVIL
Gol começa a operar em Dourados a partir de segunda

Mais Lidas

MEIO AMBIENTE
Proprietário de rancho é autuado por pescar em rio durante a piracema
PARQUE DO LAGO
Ladrões usam carro para estourar porta de mercado e fogem com cofre; veja vídeo
PONTA PORÃ
Estado monitora caso suspeito de Coronavírus na fronteira
DOURADOS
Dupla dispara, mata jovem e deixa outro ferido no Jardim Independência