Menu
Busca terça, 25 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Fome Zero indígena investe mais de 3 mi em 70 aldeias

25 janeiro 2005 - 15h11

Segundo relatório do Programa Fome Zero Indígena, dados de janeiro de 2005, foram investidos em 70 aldeias, beneficiando 11 mil índios no Estado, R$ 3 milhões e 980 mil em ações de combate à fome. Essas ações de combate à fome e à pobreza, realizadas pelo Programa Fome Zero Indígena, envolvem a distribuição de sementes (milho, feijão, arroz, amendoim), equipamentos agrícolas, máquinas, combustível, recuperação de solo, entre outras. São chamadas “ações estruturantes”.
Em Dourados foram investidos em 2004, apenas nas ações citadas acima, R$ 360 mil, beneficiando 2.070 famílias no município; em Amambaí, R$ 333 mil beneficiando 1.210 famílias do local; em Caarapó, R$ 156 mil alcançando 600 famílias e em Paranhos R$ 57 mil somando 722 famílias, contabilizando mais de R$ 900 mil apenas para a região Sul.
O governo vai investir mais R$ 1 milhão até julho de 2005 nas 70 aldeias em todo o Estado, orçamento este previsto no contrato de R$ 5 milhões assinado em 2003 entre o governo do Estado e governo federal para o programa. Segundo o secretário de Estado de Trabalho, Assistência Social e Economia Solidária Sérgio Wanderly, que visitou junto a outras autoridades o Centro de Recuperação Nutricional Missão Evangélica Caiuá, em Dourados, esta manhã, os programas sociais estão funcionando, chegando até as famílias, mas que a situação problemática é um fato.
“Não dá para contestar, mas o problema vai muito além das questões sociais, envolvem questões culturais. Por exemplo, as mães preferem alimentar os mais fortes e os chefes das aldeias interferem nas reuniões sócioeducativas, previstas nos programas sociais”, afirma Sérgio. Essas reuniões auxiliam no acompanhamento das famílias de forma a estruturá-las e criar condições visando sua emancipação.
Outra questão, segundo o secretário, é que existe um programa para atendimento dos desnutridos. “O centro está lá justamente para atender as crianças que se encontram nessa situação, e muitas delas nem são de Dourados, mas de outros municípios, como Amambaí, Paranhos, Caarapó” explica Wanderly.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SERGIPE
Caminhão com 400 kg de maconha que saiu de MS e apreendido em Brasília
DOURADOS
Menor usa pistola de ar comprimido para roubar haitiana
JUDICIÁRIO
Ministério Público quer lei para acabar com 'farra das diárias' em Caarapó
MORTE DE LANZARINI
Dourados News emite nota de pesar pela morte de ex-prefeito
BOLADA
Após acumular pela 16ª vez, Mega Sena terá o 3º maior prêmio da história
BATAGUASSU
Polícia apreende quase sete quilos de passta base de cocaína em ônibus
SAÚDE
Novo Coronavírus: Brasil atualiza critérios para doação de sangue
39 QUILOS
Militar detido com cocaína na Espanha é condenado a 6 anos de prisão
BENEFÍCIO
Programa Vale Universidade recebe inscrições no dia 3 de março
DOURADOS
Dupla em motocicleta assalta homem que caminhava pela Via Parque

Mais Lidas

CRIME
Ex-integrante de grupo de Rap é morto a tiros em Dourados
DOURADOS
Ex-prefeito de Amambai não resiste e morre no Hospital do Coração
ATENTADO
Aeronave pousa em Dourados e fica a disposição de Lanzarini
POLÍCIA
Ex-prefeito de Amambai Dirceu Lanzarini é ferido a tiros em atentado