Menu
Busca segunda, 09 de dezembro de 2019
(67) 9860-3221

Flagradas nuas em sala de aula, professoras são expulsas de escola

09 dezembro 2009 - 17h42

Duas professoras de línguas da escola James Madison em Nova York, nos Estados Unidos, foram expulsas após serem flagradas nuas dentro de uma sala de aula vazia, segundo reportagem publicada pelo jornal "New York Daily News". 
 


 
Alini Brito (à esquerda) e Cindy Mauro foram flagradas nuas em sala de aula. (Foto: Reprodução/NY Daily News)


De acordo com o periódico, os estudantes estavam assistindo a um show de talentos no auditório da escola quando o incidente ocorreu em 20 de novembro. As duas professoras foram flagradas pelo zelador Robert Colantuoni.

Elas foram investigadas por má conduta. O episódio virou assunto de conversas entre os estudantes, que chegaram a criar um grupo no Facebook (rede social na internet) para discutir o caso --o grupo tem mais de 500 membros.

Na terça-feira, Robert Colantuoni se recusou a comentar o assunto ao jornal. "Eu não posso falar sobre isso, me desculpe", disse ele. O marido de Alini Brito disse que não tinha conhecimento das acusações, mas destacou que elas são falsas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Perícia apura causas da morte de homem na Vila Cachoeirinha
PONTA PORÃ
Motorista é preso com maconha e munições na MS-164
DOURADOS
Homem é encontrado morto na região da Cachoeirinha
CAMPO GRANDE
Estelionatária é presa no momento em que tentava aplicar golpe
DOURADOS
Em dia de protesto, educadores cobram prefeita por atraso de salários
ARTIGO
Participação social, democracia e respeito aos idosos
FUTEBOL
CBF premia os melhores do Brasileirão nesta segunda
TRÁFICO FORMIGUINHA
Passageiro é flagrado com pacotes de skunk dentro de ônibus
PEDRO JUAN
Irmãos são assassinados na região de fronteira
ESPORTE
Rússia é banida por doping e está fora de Tóquio 2020 e de Mundiais

Mais Lidas

INTERNACIONAL
Dificuldades na OMC podem afetar disputas comerciais pendentes
EDUCAÇÃO
UFMS é a 9ª universidade mais sustentável do país
DOURADOS
Populares prestigiam abertura do Natal para Todos na praça
DOURADOS
Educação rescinde com empresa que faturou R$ 417 mil por uniformes