Menu
Busca Sábado, 18 de Novembro de 2017
(67) 9860-3221
Sertão - Novembro 2017

Final do Mundial sub-20 opõe técnicos que admiram rivais

18 Dezembro 2003 - 12h13

A final do Campeonato Mundial sub-20, nesta sexta-feira, às 14h45, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, entre Brasil e Espanha, opõe dois técnicos que têm identificação com o país adversário.No comando da seleção brasileira, está Marcos Paquetá, que é descendente de espanhóis, enquanto o treinador da equipe espanhola, José Armando Ufarte, viveu 11 anos no Brasil e é casado com uma brasileira."Gosto do futebol espanhol. Minha família é toda de origem espanhola, de Sevilha. Meu pai nasceu no Brasil, mas meus avós e tios nasceram lá", disse Paquetá, que busca o segundo título neste ano.Em agosto, ele levou o Brasil ao título do Mundial sub-17, na Finlândia, ao ganhar justamente da Espanha (1 a 0), na decisão. Paquetá pode ser o primeiro técnico a vencer duas competições da Fifa no mesmo ano.O técnico espanhol também tem identicação com seu rival desta sexta-feira. Em 1953, seus pais vieram morar no Rio de Janeiro. Na época, Ufarte tinha 12 anos e permaneceu no país por 11 anos, tendo, inclusive, jogado pelo Flamengo e Corinthians (uma temporada).Em 1964, Ufarte foi campeão Carioca pelo Flamengo, mas, em seguida, acabou contratado pelo Atlético de Madrid. No seu país de origem, ganhou três Nacionais e duas Copas do Rei, todos pelo time madrileno."Tenho grandes recordações do Brasil. Fui campeão com o Flamengo. Tenho muitos amigos e sou casado com uma brasileira", disse Ufarte, que jogava de ponta-direita e encerrou a carreira no Racing Santander.O técnico espanhol chegou a disputar uma partida pela seleção carioca. "Joguei apenas uma vez, pois a concorrência era grande", disse Ufarte, ao recordar que atuava na mesma posição de Garrincha."Na época, na seleção do Rio, estava Garrincha, o melhor jogador do mundo", afirmou Ufarte, que considera o ex-atacante brasileiro o melhor jogador da história das Copas do Mundo.Ele, no entanto, nunca pensou em jogar pela seleção brasileira. "Meus pais queriam voltar à Espanha, e eu queria jogar pela seleção do meu país", afirmou Ufarte, que atuou 17 vezes pela seleção espanhola.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Em 40 minutos, chuva quase ultrapassa acumulado em 17 dias
REFORMA
Estudo aponta tendência de precarização do trabalho no Brasil
CAPITAL
Homem é morto a tiros de chumbinho após discussão
BRASILEIRÃO
Série B pode definir campeão neste sábado
CANAÃ I
Empresário é rendido por dupla e tem R$ 18 mil roubados
POLÍCIA
Idoso cai em golpe do falso-frete e é roubado em Dourados
CAMPO GRANDE
Procon autua duas óticas por venda casada de produtos
RIO DE JANEIRO
Picciani, Melo e Albertassi deixam prisão, mas têm bens bloqueados pelo TRF2
SERÁ?
"Viajante do tempo" alerta para invasão alienígena em MS
CONTRABANDO
Carretas são apreendidas com 700 mil maços de cigarros ilegais

Mais Lidas

DESAPARECIDO
Estudante desaparece e deixa família desesperada em Dourados
DOURADOS
Estudante é encontrado pela família após horas desaparecido
DÉFICIT DE R$ 21 MILHÕES
Prefeitura declara “emergência financeira” na Funsaud
TRÁFICO
Traficante zomba da polícia em grupos de WhatsApp e acaba preso