Menu
Busca sábado, 23 de março de 2019
(67) 9860-3221
MUNDO

Filha de Donald Trump é cotada para substituir presidente do Banco Mundial

12 janeiro 2019 - 15h15Por Globo

 A ex-embaixadora americana na ONU Nikky Haley e Ivanka Trump, filha do presidente Donald Trump, estão entre os possíveis candidatos para substituir o presidente do Banco Mundial (BM), Jim Yong Kim, informou na sexta-feira o jornal The Financial Times.

Na segunda-feira, Kim anunciou inesperadamente sua saída da direção do BM, mais de três anos antes da conclusão de seus segundo mandato. Ele deixará o banco no próximo dia 1º de fevereiro.

Além de Ivanka Trump e Haley, que deixou seu cargo no mês passado, surgem como possíveis candidatos o subsecretário para Assuntos Internacionais do Tesouro, David Malpass, e Mark Green, chefe da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional, segundo o jornal britânico.

Ivanka Trump foi responsável, em 2017, pelo fundo de US$ 1 bilhão do Banco Mundial para promover iniciativas empresariais de mulheres.

Um acordo verbal estabelece que os Estados Unidos, o maior acionista do Banco Mundial, escolhe o presidente da instituição, fundada após a Segunda Guerra Mundial.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÊS LAGOAS
Mulher que entrou em briga de casal e matou homem diz que foi acidente
FUTEBOL
Aquidauanense vence o Operário na abertura das quartas do Estadual
DOURADOS
Agehab vai aos bairros para regularização de loteamentos sociais
PONTA PORÃ
Adolescente é apreendida com maconha que levaria para São Paulo
LUTO
Ator e diretor Domingos Oliveira morre aos 83 ans no Rio de Janeiro
FUTEBOL
Paquetá marca, mas Brasil só empata com Panamá em amistoso
BRASIL
Caminhoneiros se mobilizam para nova paralisação, mostra monitoramento
IVINHEMA
Médico veterinário morre em acidente de moto na MS-276
CICLISMO
Desafio das Araras de Mountain Bike abre inscrições para 2ª etapa
TRÊS LAGOAS
Homens tentam dar calote de R$ 4,5 mil em boate e acabam na delegacia

Mais Lidas

HU
Dengue hemorrágica causa morte de menino de 11 anos em Dourados
LUTO
Fundadora da ADL, Ruth Hellman morre em Dourados
DOURADOS
Protesto contra a Reforma da Previdência leva centenas ao Centro
DOURADOS
Trio que matou e roubou cabeleireiro é condenado a 62 anos de cadeia