Menu
Busca segunda, 17 de junho de 2019
(67) 9860-3221

Fidel Castro faz cirurgia e se afasta do poder pela 1ª vez

01 agosto 2006 - 06h49

Fidel Castro, o chefe de Estado há mais tempo no cargo no Ocidente, depois da Rainha Elizabeth II, delegou nesta segunda-feira provisoriamente a seu irmão mais novo, Raúl, pela primeira vez em quase meio século de história da revolução, suas funções no Conselho de Estado, no Partido Comunista e nas Forças Armadas. Os outros cargos ocupados por Fidel foram delegados a outros membros do Governo e do birô político do Partido Comunista. Castro, que no dia 13 de agosto completará 80 anos, sofreu uma "crise intestinal aguda com hemorragia" que obrigou a uma "complicada intervenção cirúrgica" - segundo comunicado oficial do governo. Ele terá que passar algumas semanas afastado das tarefas do Estado, segundo o anúncio. O texto, aparentemente redigido pelo próprio líder cubano, foi lido na televisão por seu chefe de gabinete, Carlos Valenciaga. De acordo com a nota, o problema de saúde decorre do "enorme esforço" realizado durante sua recente visita à Argentina, onde participou da Cúpula do Mercosul. Pela primeira vez desde a vitória da revolução, em janeiro de 1959, Castro usou os mecanismos previstos na Constituição e delegou provisoriamente seus cargos de primeiro-secretário do Partido, Presidente do Conselho de Estado e Comandante-em-Chefe das Forças Armadas a seu irmão menor, Raúl Castro.Raúl Castro, de 75 anos, segundo homem da hierarquia cubana, é o sucessor legal do líder cubano segundo a Carta Magna.Apesar de sempre ter exibido uma saúde de ferro, foi o próprio Fidel Castro quem há alguns meses levantou o tema da sucessão. Ele abriu um debate que, até o momento, reforça o poder do Partido Comunista de Cuba, declarado fiador da continuidade da revolução.A história da revolução cubana está estreitamente ligada à vida do governante. Poucos podiam imaginar que o filho de um imigrante galego, que fez fortuna à sombra das multinacionais americanas, saísse de Birán, uma das regiões mais empobrecidas do leste do país, para liderar uma revolução comunista capaz de desafiar os Estados Unidos."Uma coisa é certa: esteja onde, quando e com quem estiver, Fidel Castro joga para ganhar. Não acho que haja pior perdedor no mundo", escreveu há anos sobre ele seu amigo Gabriel García Márquez.Segundo o escritor colombiano, Fidel "é um dos maiores idealistas de nossa época e nisso reside talvez sua maior virtude, embora também tenha sido sempre seu maior perigo". 

Deixe seu Comentário

Leia Também

GRATUIDADE
Bolsonaro veta isenção de cobrança de bagagem em voos domésticos
JUSTIÇA
Construtor é condenado a devolver R$ 5.800 por obras não realizadas
CAPITAL
Acadêmico de Arquitetura é preso por liderar quadrilha de ladrões
CLIMA
Há duas semanas sem chuva, tempo seco deve continuar em Dourados
ECONOMIA
Guedes escolhe economista Gustavo Montezano para presidência do BNDES
POLÍCIA
Seis são presos por tráfico de drogas na MS-156
EDUCAÇÃO
Como utilizar a tecnologia para melhorar seu desempenho
MÁQUINAS
Sanesul realiza leilão nesta terça-feira
ECONOMIA
Dólar fecha quase estável, à espera de decisão do Fed e monitorando cena política
TRÁFICO DE DROGAS
Adolescente é apreendido com droga que levaria para Cuiabá

Mais Lidas

PARAGUAI
Motim termina com 10 mortos e presos queimados e decapitados
AQUIDAUANA
Douradense desaparece nas águas do rio Aquidauana durante banho
POLÍCIA
Casal contratado para levar maconha até Campo Grande é preso em Dourados
FURTO
Jovem é preso enquanto furtava bicicleta dentro de residência em Dourados