Menu
Busca domingo, 21 de outubro de 2018
(67) 9860-3221

Fidel Castro faz cirurgia e se afasta do poder pela 1ª vez

01 agosto 2006 - 06h49

Fidel Castro, o chefe de Estado há mais tempo no cargo no Ocidente, depois da Rainha Elizabeth II, delegou nesta segunda-feira provisoriamente a seu irmão mais novo, Raúl, pela primeira vez em quase meio século de história da revolução, suas funções no Conselho de Estado, no Partido Comunista e nas Forças Armadas. Os outros cargos ocupados por Fidel foram delegados a outros membros do Governo e do birô político do Partido Comunista. Castro, que no dia 13 de agosto completará 80 anos, sofreu uma "crise intestinal aguda com hemorragia" que obrigou a uma "complicada intervenção cirúrgica" - segundo comunicado oficial do governo. Ele terá que passar algumas semanas afastado das tarefas do Estado, segundo o anúncio. O texto, aparentemente redigido pelo próprio líder cubano, foi lido na televisão por seu chefe de gabinete, Carlos Valenciaga. De acordo com a nota, o problema de saúde decorre do "enorme esforço" realizado durante sua recente visita à Argentina, onde participou da Cúpula do Mercosul. Pela primeira vez desde a vitória da revolução, em janeiro de 1959, Castro usou os mecanismos previstos na Constituição e delegou provisoriamente seus cargos de primeiro-secretário do Partido, Presidente do Conselho de Estado e Comandante-em-Chefe das Forças Armadas a seu irmão menor, Raúl Castro.Raúl Castro, de 75 anos, segundo homem da hierarquia cubana, é o sucessor legal do líder cubano segundo a Carta Magna.Apesar de sempre ter exibido uma saúde de ferro, foi o próprio Fidel Castro quem há alguns meses levantou o tema da sucessão. Ele abriu um debate que, até o momento, reforça o poder do Partido Comunista de Cuba, declarado fiador da continuidade da revolução.A história da revolução cubana está estreitamente ligada à vida do governante. Poucos podiam imaginar que o filho de um imigrante galego, que fez fortuna à sombra das multinacionais americanas, saísse de Birán, uma das regiões mais empobrecidas do leste do país, para liderar uma revolução comunista capaz de desafiar os Estados Unidos."Uma coisa é certa: esteja onde, quando e com quem estiver, Fidel Castro joga para ganhar. Não acho que haja pior perdedor no mundo", escreveu há anos sobre ele seu amigo Gabriel García Márquez.Segundo o escritor colombiano, Fidel "é um dos maiores idealistas de nossa época e nisso reside talvez sua maior virtude, embora também tenha sido sempre seu maior perigo". 

Deixe seu Comentário

Leia Também

AMEAÇA
Para fechar STF basta 'um soldado e um cabo', diz filho de Bolsonaro
RIO BRILHANTE
Morador de assentamento é encontrado morto e suspeita é latrocínio
DOURADOS
Mulher de 40 anos é assaltado quando desembarcava de ônibus
UEMS
Conselho de Ética abre inscrições para eleição de representantes
EMPREGO
Ao menos 7 órgãos abrem amanhã inscrições para mais de 100 vagas
FÁTIMA DO SUL
‘Tuzin’ morre após colidir motocicleta em rotatória
SHOWBIZ
Sabrina Sato coloca fim a mistério e revela nome pra lá de diferente da filha
INTOLERÂNCIA
UFGD divulga Nota de Repúdio sobre "Suástica" em painel
CRIME AMBIENTAL
Pecuarista é autuado por desmatamento de vegetação nativa
TRÂNSITO
Acidentes com vítimas caem 18% até agosto, revela DPVAT

Mais Lidas

DOURADOS
Familiares e amigos dão adeus a empresário e filho mortos em acidente
DOURADOS
Bandidos atiram contra viatura e abandonam carro tomado em assalto
DOURADOS
Dupla é flagrada furtando comércio no Centro
TRÁFICO
Quadrilha que distribua cocaína é desarticulada em MS