Menu
Busca sábado, 21 de abril de 2018
(67) 9860-3221

Fetems realiza assembléia para definir reivindicações ao Governo

13 agosto 2002 - 07h17

A Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) reúne hoje, a partir das 13 horas, cerca de 300 delegados
de todo o interior para a Assembléia Geral da categoria. A reunião acontece na sede da entidade (R. 26 de Agosto, 2296 - Bairro Amambaí) e foi convocada para debater e aprovar a pauta de reivindicações dos professores,
especialistas e funcionários administrativos da educação junto ao governo estadual. A Assembléia prossegue até o dia 14 de manhã.
A pauta já foi discutida em todos os sindicatos municipais filiados à Fetems e passa a ser o documento oficial de reivindicações tão logo seja aprovada na Assembléia da entidade. De acordo Mara Carrara da Silva, presidente da
Federação, um dos principais pontos da pauta refere-se à chamada dos professores e funcionários administrativos aprovados no último concurso realizado pelo Estado. A Fetems denunciou recentemente o exagero de
convocações de professores pela secretaria de Educação, ultrapassando em quase 2 mil o número de contratações temporárias no primeiro semestre deste ano, se comparado ao ano passado - foram cerca de 6.750 convocados até o início de julho de 2002 contra 4.800 no mesmo período de 2001.
Mara também salienta o pagamento dos salários no 5° dia útil e a retomada de direitos cassados pelo governo (licença-prêmio, adicional noturno etc) como pontos importantes que devem constar do documento final de reivindicações.
Outro assunto a ser debatido na Assembléia é o engano cometido pelo governo ao depositar todo o repasse da contribuição sindical da Fetems (cerca de R$ 200 mil) na conta bancária da ACP (Sindicato Campo-grandense dos Professores), na semana passada. De acordo com Edivaldo Bispo, tesoureiro da entidade, isso nunca aconteceu antes em toda a história da Federação e o
mais curioso é que o depósito foi feito sem que houvesse qualquer autorização para procedê-lo. Somente a Fetems possui convênio com o governo
estadual desde 1980 para o recebimento da contribuição. "Para a entidade é muito difícil receber um golpe como esse às vésperas de uma de suas mais importantes assembléias. E não há nenhum documento, ninguém autorizou nada,
evidenciando um completo descontrole sobre o dinheiro público", afirma o tesoureiro. De acordo com a secretaria de Gestão de Pessoal e Controle de Gastos, o depósito integral deve entrar hoje à noite na conta da Fetems,

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSOS
Thiago Fragoso se afasta de “O Outro Lado do Paraíso" por problemas de saúde
FUTEBOL
Quatro árbitros de MS são escalados para os Brasileiros das Séries C e D
DOURADOS
Demissões aumentam, mas acumulado do ano ainda é positivo
FERIADO
Comércio e shopping abrem normalmente neste sábado
SORRISÃO
Graciele Lacerda faz ensaio fotográfico e exibe corpão à beira da pescina
PRAZO MÁXIMO
Justiça decide internar adolescente que matou advogada em Aquidauana
PRONUNCIAMENTO
Temer defende governo e critica "torcida organizada pelo fracasso"
ÁGUA CLARA
PRF recupera em MS veículo de luxo furtado no interior de São Paulo
LOTERIA
Aposta única fatura sozinha prêmio de R$ 9,3 milhões da Mega-Sena
UEMS
“Mobilização sem precedentes” marca desenvolvimento da Rila em MS

Mais Lidas

SOLIDARIEDADE
Dourados inaugura a primeira geladeira solidária nesta sexta-feira
ABRIGO
Fazendeiro morto por pistoleiros já hospedou membro do Comando Vermelho
Morador da Rocinha foi preso com documento falso quando vigiava posto da PRF, na BR-463, uma das principais rotas do narcotráfico
POLÍCIA
Mulher é presa com crack do Paraguai na Rodoviária de Dourados
TRÊS LAGOAS
Homem procura delegacia após investir carro em bitcoin e não ter retorno prometido