Menu
Busca domingo, 07 de junho de 2020
(67) 99659-5905

Fetems realiza assembléia para definir reivindicações ao Governo

13 agosto 2002 - 07h17

A Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) reúne hoje, a partir das 13 horas, cerca de 300 delegados
de todo o interior para a Assembléia Geral da categoria. A reunião acontece na sede da entidade (R. 26 de Agosto, 2296 - Bairro Amambaí) e foi convocada para debater e aprovar a pauta de reivindicações dos professores,
especialistas e funcionários administrativos da educação junto ao governo estadual. A Assembléia prossegue até o dia 14 de manhã.
A pauta já foi discutida em todos os sindicatos municipais filiados à Fetems e passa a ser o documento oficial de reivindicações tão logo seja aprovada na Assembléia da entidade. De acordo Mara Carrara da Silva, presidente da
Federação, um dos principais pontos da pauta refere-se à chamada dos professores e funcionários administrativos aprovados no último concurso realizado pelo Estado. A Fetems denunciou recentemente o exagero de
convocações de professores pela secretaria de Educação, ultrapassando em quase 2 mil o número de contratações temporárias no primeiro semestre deste ano, se comparado ao ano passado - foram cerca de 6.750 convocados até o início de julho de 2002 contra 4.800 no mesmo período de 2001.
Mara também salienta o pagamento dos salários no 5° dia útil e a retomada de direitos cassados pelo governo (licença-prêmio, adicional noturno etc) como pontos importantes que devem constar do documento final de reivindicações.
Outro assunto a ser debatido na Assembléia é o engano cometido pelo governo ao depositar todo o repasse da contribuição sindical da Fetems (cerca de R$ 200 mil) na conta bancária da ACP (Sindicato Campo-grandense dos Professores), na semana passada. De acordo com Edivaldo Bispo, tesoureiro da entidade, isso nunca aconteceu antes em toda a história da Federação e o
mais curioso é que o depósito foi feito sem que houvesse qualquer autorização para procedê-lo. Somente a Fetems possui convênio com o governo
estadual desde 1980 para o recebimento da contribuição. "Para a entidade é muito difícil receber um golpe como esse às vésperas de uma de suas mais importantes assembléias. E não há nenhum documento, ninguém autorizou nada,
evidenciando um completo descontrole sobre o dinheiro público", afirma o tesoureiro. De acordo com a secretaria de Gestão de Pessoal e Controle de Gastos, o depósito integral deve entrar hoje à noite na conta da Fetems,

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSOS
Filho de Flávio Migliaccio desabafa sobre morte do pai
CLIMA
Em sábado frio, temperatura não passou dos 20°C em Dourados
COM PREMIAÇÃO
Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul selecionará 150 projetos
MEIO AMBIENTE
Prevenção e combate a incêndios florestais em MS envolverá setor público e privado
SIDROLÂNDIA
Homem que estava desaparecido é encontrado morto sem as orelhas em açude
BRASIL
Prefeito de Santa Quitéria do Maranhão morre por Covid-19
BRASIL
Estudo defende aprimoramento de norma que avalia endividamento público
CAPITAL
Vítima salta de porta-malas com carro em movimento para fugir de bandidos
BRASIL
Bolsonaro defende divulgação atrasada e parcial de dados
SAÚDE
CCZ notifica seis pessoas para limpar quintal neste sábado, em Dourados

Mais Lidas

PANDEMIA
Dourados bate novo recorde e se aproxima de 500 casos de coronavírus
DOURADOS
Suspeito de apontar arma na cabeça de motoboy para roubar veículo é apreendido
DOURADOS
Polícia descobre central que abastecia “bocas de fumo” e prende traficante
PANDEMIA
“Há projeções de que o pior está por vir”, diz secretário após apresentar números da Covid