Menu
Busca segunda, 21 de janeiro de 2019
(67) 9860-3221

Fetems realiza assembléia para definir reivindicações ao Governo

13 agosto 2002 - 07h17

A Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) reúne hoje, a partir das 13 horas, cerca de 300 delegados
de todo o interior para a Assembléia Geral da categoria. A reunião acontece na sede da entidade (R. 26 de Agosto, 2296 - Bairro Amambaí) e foi convocada para debater e aprovar a pauta de reivindicações dos professores,
especialistas e funcionários administrativos da educação junto ao governo estadual. A Assembléia prossegue até o dia 14 de manhã.
A pauta já foi discutida em todos os sindicatos municipais filiados à Fetems e passa a ser o documento oficial de reivindicações tão logo seja aprovada na Assembléia da entidade. De acordo Mara Carrara da Silva, presidente da
Federação, um dos principais pontos da pauta refere-se à chamada dos professores e funcionários administrativos aprovados no último concurso realizado pelo Estado. A Fetems denunciou recentemente o exagero de
convocações de professores pela secretaria de Educação, ultrapassando em quase 2 mil o número de contratações temporárias no primeiro semestre deste ano, se comparado ao ano passado - foram cerca de 6.750 convocados até o início de julho de 2002 contra 4.800 no mesmo período de 2001.
Mara também salienta o pagamento dos salários no 5° dia útil e a retomada de direitos cassados pelo governo (licença-prêmio, adicional noturno etc) como pontos importantes que devem constar do documento final de reivindicações.
Outro assunto a ser debatido na Assembléia é o engano cometido pelo governo ao depositar todo o repasse da contribuição sindical da Fetems (cerca de R$ 200 mil) na conta bancária da ACP (Sindicato Campo-grandense dos Professores), na semana passada. De acordo com Edivaldo Bispo, tesoureiro da entidade, isso nunca aconteceu antes em toda a história da Federação e o
mais curioso é que o depósito foi feito sem que houvesse qualquer autorização para procedê-lo. Somente a Fetems possui convênio com o governo
estadual desde 1980 para o recebimento da contribuição. "Para a entidade é muito difícil receber um golpe como esse às vésperas de uma de suas mais importantes assembléias. E não há nenhum documento, ninguém autorizou nada,
evidenciando um completo descontrole sobre o dinheiro público", afirma o tesoureiro. De acordo com a secretaria de Gestão de Pessoal e Controle de Gastos, o depósito integral deve entrar hoje à noite na conta da Fetems,

Deixe seu Comentário

Leia Também

RURAL
Rally da Safra avalia lavouras de soja quinta-feira em Dourados
ECONOMIA
Dólar fecha em leve alta com mercado atento à viagem de Bolsonaro a Davos
TEMPO INTEGRAL
Publicada Resolução que organiza currículo e estrutura administrativa de escolas
POLÍCIA
Divulgado nome dos envolvidos em sequestro que contou com assaltante morto
BRASIL
BNDES altera destinação de recursos ao Museu Nacional
DOURADOS
Dezenas protestam por valores cobrados em contas de energia
OPORTUNIDADE
UEMS abre vagas para Administração e Pedagogia em Maracaju
BRASIL
Mourão: tempo de contribuição de militares pode ser maior com reforma
BR-262
PRF aponta “erro” em divulgação de suicídio como causa de acidente com três mortes
POLÍTICA
Ministra diz que ouvidor agrário nacional foi exonerado porque era ligado ao PT

Mais Lidas

IVINHEMA
Assaltante é morto após invadir chácara, sequestrar duas vítimas e tentar roubar carros
FRONTEIRA
Jogador de futebol, ‘Alicate’ é executado com 26 tiros de fuzil
MONTE LÍBANO
Homem é preso acusado de tráfico de drogas por atacado
PARQUE DO LAGO
Casal é preso por promover festa para adolescentes com bebida alcoólica