Menu
Busca quinta, 19 de setembro de 2019
(67) 9860-3221

Ferroviários firmam acordo no TST e terão reajuste de 9%

11 dezembro 2003 - 18h22

A Rede Ferroviária Federal e os Sindicatos dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias de Bauru, Mato Grosso do Sul  e Mato Grosso, da Zona Central do Brasil, de Tubarão e da Bahia e Sergipe, firmaram acordo hoje, em audiência realizada no Tribunal Superior do Trabalho, conduzida pelo Ministro Vantuil Abdala.Os ferroviários receberão 9% de reajuste, retroativos a maio de 2003 (data-base da categoria), e um aumento de 20% no valor do tíquete alimentação, também retroativo a maio, sendo que  os valores atrasados serão pagos de forma parcelada  (seis parcelas) a partir de janeiro de 2004. Todas as cláusulas sociais e as vantagens econômicas foram mantidas. Os efeitos desta decisão alcançarão os 22 empregados da RFFSA lotados no Escritório Regional de Bauru, e o reajuste de 9% será estendido aos 5.825 aposentados e pensionistas, vinculados a antiga NOB,  beneficiários das leis 8.186/91 e 10.478/2002, que estabelece a paridade entre ativos e aposentados.A Rede Ferroviária também reconheceu uma dívida de R$ 49.197.432,00 com os 96.227 aposentados e pensionistas, referente ao não pagamento do abono plansfer durante o ano de 1992. O Ministério dos Transportes já foi comunicado da dívida, devendo nos próximos noventa dias oferecer uma posição sobre o pagamento da mesma. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU
Irmã de Luan Santana posa de biquíni e recebe elogios: 'obra de arte'
ANGÉLICA
Jovem é preso por levar pistola de uso restrito para escola e ameaçar alunos
DOURADOS
Praça Antonio João terá mobilização pela Semana da Árvore no sábado
RIO GRANDE DO SUL
Justiça condena União a indenizar professora perseguida na ditadura
MEIO AMBIENTE
Jaguatirica capturada ferida em pousada é lavada para reabilitação
MIRANDA
Pecuarista é multado em R$ 17 mil por desmatamento em área protegida
ESTADOS UNIDOS
Bolsonaro viajará para assembleia da ONU em NY, diz porta-voz
CRIME AMBIENTAL
Construtor é autuado por caça e pesca predatórias e porte de arma
STJ
INSS deve pagar por afastamento de vítima de violência doméstica
CAPITAL
Gerente desvia R$1,2 milhão e compra casa em condomínio de luxo

Mais Lidas

DOURADOS
De assaltante frustrado a autor de furto, jovem agora é apontado como assassino frio e cruel
DOURADOS
“Terror”: Empresário foi agredido e ameaçado de morte durante roubo de joias
CRIME BRUTAL
Após matar pai e filho, assassino arrancou cérebro de menor e manteve fogo aceso para queimar corpos
DOURADOS
Interno foge da PED durante trabalho de manutenção