Menu
Busca terça, 25 de junho de 2019
(67) 9860-3221

Famasul só discute invasão indígena no ano que vem

23 dezembro 2003 - 14h07

Apesar de pelo menos mil índios da aldeia Porto Lindo terem invadido ontem a fazenda Acrolac, propriedade de Pedro Fernandes, em Japorã, a Famasul (Federação de Agricultura de Mato Grosso do Sul) só poderá tomar alguma providência sobre o assunto a partir do dia 5 de janeiro, quando retornar do recesso de fim de ano.A informação é do diretor-secretário do órgão, Ademar Silva Júnior, que considera a invasão, particularmente na época do Natal, uma “falta de responsabilidade dos índios e da Funai (Fundação Nacional do Índio)”.“É uma atitude que mostra a irresponsabilidade dos líderes desse movimento. Nós da Famasul sempre tentamos discutir o assunto dentro da Lei, ai eles esperam o recesso judiciário para fazer a contestação”, comentou. Conforme o chefe de patrimônio da Funai (Fundação Nacional do Índio) da cidade de Amambaí, Cleomar Vaz Machado, os índios tem como base um levantamento feito este ano pelo arqueólogo Fábio Moura, que constata como área indígena 9.461 hectares. Atualmente os pouco mais de 3 mil índios que vivem ali ocupam 1.648 hectares.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
Mariana Ximenes relaxa no mar e deseja boa semana para os fãs
COSTA RICA
Polícia prende mãe que matou bebê de 1 anos ao jogá-la na parede
PRAÇA ANTONIO JOÃO
Prefeitura promove ação para recolher lixo eletrônico em Dourados
MEIO AMBIENTE
Pecuarista é multado em R$ 3,3 mil por exploração ilegal de madeira
POLÍTICA
Bolsonaro diz que vai vetar lista tríplice para agências reguladoras
NOVA ALVORADA
Fogo destrói caminhonete que trafegava pela rodovia BR-163
UEMS
Inscrições em Programa de Assistência Estudantil terminam 4ª-feira
DOURADOS
Casal de Minas Gerais é preso transportando skank em veículo
LOTERIA
Confira as dezenas sorteadas na Quina de São João
POLÍTICA ENERGÉTICA
Governo aprova resolução para abrir mercado e tentar reduzir preço do gás

Mais Lidas

CAPITAL
Pai atira no próprio filho por dívida de R$ 2 milhões
POLÍCIA
Gangue invade festa e esfaqueia três adolescentes em Dourados
POLÍCIA
Homem tem R$ 500 roubados após negar programa a travesti em Dourados
POLÍCIA
Ladrão é preso após esconder TV furtada de restaurante em cemitério